Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT quer continuar com operações financeiras de activos da PT Comunicações

A Portugal Telecom quer continuar, no próximo ano, a retirar benefícios com operações financeiras que envolvam activos da PT Comunicações, à semelhança do que tem vindo a acontecer e que lhe permitiu um encaixe de 15 milhões de euros, disse ao Canal de N

Bárbara Leite 09 de Dezembro de 2003 às 17:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Portugal Telecom quer continuar, no próximo ano, a retirar benefícios com operações financeiras que envolvam activos da PT Comunicações, à semelhança do que tem vindo a acontecer e que lhe permitiu um encaixe de 15 milhões de euros, disse ao Canal de Negócios fonte da PT.

«Até ao final do ano, vai ser difícil realizar novas operações do género, porque o mercado é pouco líquido», avançou a mesma fonte.

Todavia, no próximo ano, o grupo de telecomunicações prevê continuar a efectuar operações financeiras relativas a activos de telefonia fixa, semelhantes às realizadas desde Setembro que permitem ganhos líquidos para a operadora, afirmou a mesma fonte.

Em Setembro, a PT contratou com investidores norte-americanos, a «venda» financeira de activos da PT Comunicações avaliados em 153 milhões de dólares (125,15 milhões de euros).

Esta operação resulta da transferência destes activos para o balanço desses investidores norte-americanos e em, simultâneo, a PT celebra um contrato de «leasing» sobre esses mesmos activos que, fisicamente, não saem de Portugal.

Os investidores norte-americanos garantem o pagamento de menos impostos com a contabilização da amortização destes activos. É esse benefício fiscal que os norte-americanos repartiram com a PT. Com esta operação, a PT encaixou, líquido das rendas que terá que pagar pelo aluguer dos equipamentos transferidos, um valor de 11 milhões de dólares (9 milhões de euros), revelou a fonte da PT.

Os investidores norte-americanos tiram benefícios à luz de incentivos fiscais que a lei norte-americana concede em relação a equipamentos tecnologicamente avançados.

O «Diário Económico» avançava, na edição de hoje, que a venda de activos resultou num ganho de 15 milhões de euros para a PT.

Há duas semanas, a PT celebrou, por outro lado, uma operação em tudo semelhante a esta de Setembro, somente envolvendo investidores na Alemanha (Europa). Os activos envolvidos nesta «venda» financeira são da PT Comunicações, TMN e TV Cabo avaliados em 200 milhões de euros.

Os investidores alemães também podem contabilizar estes activos no seu balanço, beneficiando fiscalmente com esta operação. Em troca, o grupo encaixou, em termos líquidos, mesmo depois de incluídos os valores das rendas de aluguer dos equipamentos transferidos, seis milhões de euros. No seu conjunto, então, o grupo PT aufere 15 milhões de euros com estas operações.

As acções da PT encerraram nos 7,60 euros, a cair 1,04%.

Ver comentários
Outras Notícias