Tecnologias Receitas do Twitter desiludem mercado

Receitas do Twitter desiludem mercado

A rede social das micromensagens reportou um lucro por acção no primeiro trimestre que ficou acima do esperado. No entanto, as vendas foram inferiores às projecções e o mercado não gostou. As acções seguem a afundar 9%.
A carregar o vídeo ...
Carla Pedro 26 de abril de 2016 às 21:58

As receitas do Twitter no primeiro trimestre do ano ascenderam a 594,6 milhões de dólares, um aumento de 36% face ao mesmo período do ano passado mas, ainda assim, um resultado inferior ao valor médio estimado pelos analistas: 607,5 milhões de dólares.

 

Para o segundo trimestre, a tecnológica liderada por Jack Dorsey (na foto) prevê um volume de negócios também aquém das estimativas do consenso de mercado (entre 590 e 610 milhões, quando a projecção média dos analistas é de 677,1 milhões), sinalizando assim que a dificuldade da empresa em acrescentar novos utilizadores tem penalizado as vendas de publicidade da rede social, sublinha a Bloomberg.

 

Ainda assim, o número de utilizadores activos do Twitter no primeiro trimestre foi de 310 milhões, quando se estimavam 308 milhões.

 

A companhia reduziu as perdas para 79,7 milhões de dólares, entre Janeiro e Março. Excluindo itens extraordinários, teve um lucro por acção de 15 cêntimos, acima dos 10 cêntimos projectos pelos analistas.

Este foi o primeiro trimestre completo na liderança de Jack Dorsey, visto que só voltou a assumir a presidência executiva da empresa em Outubro do ano passado. Dorsey, que é co-fundador da rede social das micromensagens, está apostado em reformular o produto e a reputação da empresa, de modo a captar mais utilizadores. 

 

As vendas do primeiro trimestre e as estimativas de receitas para o segundo não agradaram ao mercado, com as acções a afundarem 9% na negociação fora do horário regular da Bolsa de Nova Iorque. 

(notícia actualizada às 23:31)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI