Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonaecom aumenta pressão sobre a PT com acordo com SIC para IPTV

A Sonaecom aumentou a pressão concorrencial sobre a PT/PTM depois de ter ontem feito um acordo com a SIC para o fornecimento de conteúdos para o projecto de IP TV, consideram os analistas do BPI.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 21 de Setembro de 2005 às 13:14
  • Partilhar artigo
  • ...

A Sonaecom aumenta a pressão concorrencial sobre a PT/PTM caso assine um acordo com a SIC para o fornecimento de conteúdos para o projecto de IP TV, consideram os analistas do BPI. Por outro lado, afirmam que são boas notícias quer a participada da Sonae SGPS, quer para a Impresa que, depois da RTP, garante presença na oferta de «triple play» da empresa liderada por Paulo Azevedo através da estação de Carnaxide.

A Sonaecom e a SIC terão chegado a acordo para o fornecimento de conteúdos para o projecto de IP TV, noticiou o Jornal de Negócios Online, acrescentando que este que deverá passar pelo fornecimento dos conteúdos da SIC generalista, SIC Notícias, SIC Mulher, SIC Radical e SIC Comédia, seguindo portanto os mesmos moldes da parceria com a RTP, assinada em Junho e que previa a cedência dos conteúdos de cinco canais: RTP 1, 2:, RTPN, RTP Memória, RTP África.

No Iberian Daily do BPI, os analistas explicam que estes acordos «são boas notícias para o futuro da oferta de TV da Sonaecom, uma vez que garantem a presença dos canais mais vistos em Portugal, competindo assim com a TV paga da PTM que também tem esses canais».

Por outro lado, são também «boas notícias» para a SIC e para a Impresa «uma vez que criam uma plataforma de distribuição alternativa aos seus conteúdos, aumentando assim a concorrência neste segmento, possivelmente levando à criação de melhores condições de preços».

O projecto de IP TV da Sonaecom tem arranque previsto no último trimestre de 2005. Em declarações na apresentação do acordo com a RTP, Paulo Azevedo garantiu que as negociações com a TVI estavam já avançadas, perto de um acordo final.

Os analistas do BPI também aplaudirem o facto da Optimus ter lançado um produto de banda larga portátil designado Kanguru no qual espera ter entre 30 e 40 mil utilizadores, ao fim de um ano, segundo Miguel Almeida, administrador da empresa. Este objectivo de utilizadores pressupõe a conversão dos actuais utilizadores das placas de dados de 3ª geração que utilizam o serviço da Optimus. Para os especialistas esta é uma iniciativa a juntar a um impacto positivo na Sonaecom.

Ver comentários
Outras Notícias