Tecnologias Tecnológica do Porto ITSector cria novo órgão de luxo

Tecnológica do Porto ITSector cria novo órgão de luxo

A empresa de software financeiro criou um “advisory board” com quatro conselheiros: José Félix Morgado (ex-CEO do Montepio), Diogo da Silveira (ex-CEO da Navigator) o advogado João Vieira de Almeida e Esmeralda Dourado, que preside à Comissão de Auditoria da TAP.
Tecnológica do Porto ITSector cria novo órgão de luxo
Rui Neves 21 de novembro de 2019 às 11:55

A ITSector, fundada no Porto em 2005, faturou 18 milhões de euros no ano passado e prevê fechar o exercício em curso com vendas de 22 milhões, tendo ainda este mês inaugurado, em Castelo Branco, o seu sexto centro de desenvolvimento de software em Portugal, que se junta aos que tem no Porto, Lisboa, Braga, Aveiro e Bragança.

 

A empresa, que conta, ainda, com escritórios na Polónia, Alemanha, Angola e Moçambique, operando na transformação digital de bancos e cooperativas de crédito em mais de 20 países, decidiu agora criar um "Advisory Board".

 

Uma decisão que "se enquadra no reforço do governo societário em resposta aos desafios que a firma tem vindo a registar nos últimos anos em instituições bancárias e ‘credit unions’, explica a empresa, em comunicado.

 

"Na base destes desafios está um forte crescimento da atividade, a par da sua internacionalização na implementação de programas de transformação digital e reformulação das ofertas de crédito dos seus clientes", acrescenta a ITSector.

 

O novo órgão conta com quatro conselheiros: José Félix Morgado (ex-CEO do Montepio e da Inapa, que será o chairman do "Advisory Board" da ITSector), Diogo da Silveira (ex-CEO da Navigator), João Vieira de Almeida (líder da sociedade de advogados Vieira de Almeida & Associados) e Esmeralda Dourado, que, entre outros cargos, preside à Comissão de Auditoria e Matérias Financeiras da TAP.

 

De acordo com a ITSector, o novo órgão da empresa passará a reunir com regularidade "e terá como principal missão desafiar o plano estratégico da ITSector nas suas diversas componentes em que se pretende combinar a inovação, ambição e sustentabilidade do modelo de negócio".

 

"Os desafios da transformação digital nas instituições bancárias ‘são para ficar’ e já estão a produzir grandes mudanças na forma como os consumidores e as empresas utilizam os serviços financeiros que precisam e as exigências crescentes na sua experiência de relacionamento. Para responder a estes desafios são necessárias elevadas competências funcionais e tecnológicas, a par de uma experiência de concretizações com sucesso, características que fazem parte do ADN das equipas da ITSector", enfatiza a administração da empresa.

 

De resto, a empresa liderada por Renato Oliveira garante que "a ITSector tem vindo a aumentar a sua ‘pegada’ internacional", estimando que em 2019 a receita de clientes internacionais seja já superior a 40% do total dos resultados a registar este ano.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI