Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Telefónica "afasta" Governo português das negociações

O presidente da Telefónica, César Alierta, tem falado pouco, publicamente, ao longo do processo da tentativa de compra da posição da PT na Vivo por parte da operadora espanhola. Ontem foi uma dessas raras vezes e o mercado fez a sua interpretação de cada palavra do responsável máximo da Telefónica.

Alexandra Machado amachado@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 00:01
  • Partilhar artigo
  • ...
César Alierta não fez muitas declarações. Mas sobressaíram duas ideias. Lembrou que a oferta feita pela Telefónica para comprar a posição da PT por 7,15 mil milhões de euros termina a 16 de Julho, sexta-feira próxima. Nas últimas declarações públicas, Zeinal Bava escusou-se comentar a data limite imposta pela Telefónica. Já César Alierta fez questão de a reafirmar.

O mercado apressou-se a ler nesta ênfase à possibilidade de a Telefónica não manter o dinheiro em cima da mesa depois de sexta-feira, podendo, a partir daí, partir para outro tipo de medidas para forçar a PT a vender a Vivo. Esta decisão não terá sido tomada, mas ontem o jornal espanhol "ABC" falava na possibilidade da Telefónica entrar com um pedido de dissolução na Brasilcel caso a PT não aceite a proposta até sexta-feira.









logo_empresas

Ver comentários
Outras Notícias