Tecnologias Tique-taque: a hora dos novos iPhone e Apple Watch aproxima-se

Tique-taque: a hora dos novos iPhone e Apple Watch aproxima-se

A Apple vai apresentar os novos modelos de iPhone neste mês de setembro, mas não só: esperam-se novidades ao nível dos Apple Watch, computadores, tablet e serviços de TV.
Tique-taque: a hora dos novos iPhone e Apple Watch aproxima-se
Negócios 09 de setembro de 2019 às 12:55

Os novos iPhone 11 estão prestes a ser revelados. Esta terça-feira, 10 de setembro, é dia de lançamentos para a Apple, tanto no que toca a smartphones como também aos relógios e computadores portáteis da marca.

As atenções vão estar no segmento dos telemóveis, no qual os atuais iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR vão ser substituídos. Chegam o iPhone Pro, o iPhone Pro Max e o Iphone 11, que, respetivamente, vão ocupar os lugares dos modelos anteriores.

As diferenças mais imediatas estarão no design, com ecrãs mais largos, e com o modelo mais barato – o XR – a ostentar novas cores como o verde e o púrpura.

Contudo, as maiores mudanças deverão dar-se ao nível da câmara. Os telemóveis terão uma nova câmara instalada na traseira, com um terceiro sensor para captar vídeos e fotografias e com uma abertura angular maior, que vai permitir aos utilizadores capturarem um campo de visão mais periférico – e igualar esta capacidade dos rivais Android. A identificação por deteção do rosto também deverá sofrer melhorias.

Outros rumores indicam que os novos iPhone poderão adotar as funcionalidades de carregador, devolvendo a bateria a acessórios como os AirPods ao colocá-los sobre as costas do telemóvel.   

Menos certo mas ainda uma hipótese em cima da mesa é a de que os modelos Pro ganhem uma nova sensibilidade: podem vir a ser compatíveis com o Apple Pencil.

São horas de um novo Apple Watch?

É comum que a Apple avance com um novo modelo da gama de relógios, o Apple Watch. De acordo com a Bloomberg, a nova versão, designada Series 5, deverá incluir novos acabamentos em titânio e cerâmica. A monitorização do sono é outras das características que poderá estar na calha, sendo esta uma tecnologia já adotada por concorrentes.

As maçãs no fundo da cesta

Apesar do foco das apresentações de setembro da empresa ser, usualmente, os modelos de iPhone e o Apple Watch, podem existir anúncios relativos a outros produtos.

Espera-se que até ao fim do ano sejam avançadas novas versões de iPads, com câmaras fotográficas melhoradas e ecrãs mais largos, e o novo MacBook Pro, com um ecrã mais fino e maior, de 16 polegadas (o anterior tinha 15).

Por fim, a empresa norte-americana deverá lançar o Apple TV+ em novembro deste ano, como parte de um plano para arrecadar 50 mil milhões de dólares em vendas de serviços até 2020. Contudo, conta-se que sejam deixadas pelo menos algumas pistas durante a apresentação desta terça-feira. As questões a serem respondidas passam pelo custo do serviço, a data efetiva do lançamento ou que tipo de conteúdos incluirá.

As estreias da empresa liderada por Tim Cook (na foto) ganham renovada importância numa altura em que o mercado de iPhones tem estado em queda há sete trimestres consecutivos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI