Tecnologias “Titan”, o projecto da Apple para construir um carro que devia ser segredo

“Titan”, o projecto da Apple para construir um carro que devia ser segredo

A Apple está a produzir um carro? O que não falta são rumores a circular pela internet, sustentados por contratações suspeitas e negociações difíceis. Há localizações, nomes e até datas de lançamento previstas.
“Titan”, o projecto da Apple para construir um carro que devia ser segredo
Bloomberg
Inês F. Alves 23 de abril de 2016 às 10:00

As suspeitas de que a Apple está a criar o seu próprio carro não são de agora, mas os rumores adensam-se com as novidades mais recentes sobre o projecto conhecido como "Titan".

O que se "sabe" até agora? Que será provavelmente eléctrico, que há laboratórios secretos na Alemanha e na Califórnia a trabalhar nisso, que a BMW e a Daimler estão fora, e que é expectável que o "iCar" seja colocado à venda em 2019/2020 e que poderá ser produzido – pelo menos parcialmente – na Europa, pela unidade austríaca da Magma Internacional.

Avançou esta semana o site Eletrek em exclusivo que a Apple contratou o ex-vice-presidente do segmento de engenharia automóvel da Tesla, Chris Porritt.


O facto é que a disputa de talentos entre as duas empresas não é nova. Escrevia a Bloomberg em Fevereiro de 2015 que a Tesla tinha contratado pelo menos 150 ex-funcionários da Apple. O contrário também aconteceu, com a marca da maçã a procurar sobretudo engenheiros da fabricante de automóveis eléctricos.


Há cerca de 7 meses, Elon Musk apelidou a Apple de "Cemitério da Tesla". "Eles contratam pessoas que nós despedimos", disse o CEO da fabricante de automóveis. "Se não consegues na Tesla vais para a Apple. Não estou a brincar", garantiu, citado pela Electrek.

"É bom que a Apple esteja a mover-se a investir nesta direcção. Mas os carros são muito complexos comparativamente a telemóveis ou relógios", alertou.


Mas não é só com a Tesla que a Apple tem dificuldade em entender-se. Na quinta-feira, 21 de Abril, o alemão Handelsblatt avançava que Daimler e BMW colocaram um ponto final nas conversações com a empresa liderada por Tim Cook sobre um acordo de cooperação para a construção de um automóvel. No centro da discórdia estavam divergências sobre quem deveria liderar o projecto e sobre a propriedade dos dados.

A Apple quer que o carro use a sua tecnologia de armazenamento virtual de dados, enquanto os fabricantes alemães consideram a protecção de dados dos consumidores uma parte fundamental da sua estratégia, conta o Handelsblatt.

Apesar de esta informação só agora ser pública, fontes do jornal adiantam que as conversações com a BMW colapsaram no ano passado, enquanto a divergência com a Daimler é mais recente.

Segundo o jornal, o "iCar"- nome utilizado para referir o alegado futuro carro da Apple, numa referência aos restantes produtos da firma - será um carro eléctrico, capaz de assumir algumas funções de condução autónoma (self-driving).

A Apple está à procura de fechar uma parceria com um fabricante, sendo que o nome da Magna International surge recorrentemente nesta matéria, em especial a sua unidade austríaca, a Magna Steyr.


E muito se tem escrito na última semana sobre este projecto (pelos vistos não tão secreto quanto a Apple gostaria). A 18 de Abril, o germânico Frankfurter Allgemeine avançou que a empresa da maçã, fundada por Steve Jobs, tem um "laboratório secreto" na Alemanha, mais propriamente em Berlim, onde trabalham alegadamente entre 15 e 20 funcionários com conhecimentos de engenharia, informática, e vendas e cujo objectivo é criar um automóvel.

O nome da Magna volta à conversação, com o Frankfurter Allgemeine a escrever que a Apple poderá construir o carro em Viena, na Áustria, alegadamente em parceria com a fabricante automóvel.


A ideia de um laboratório secreto na Alemanha traz à memória uma peça do Financial Times de Fevereiro de 2015, onde o jornal noticiava que a empresa de Cupertino tinha contratado especialistas (engenheiros e designers) do sector automóvel para trabalhar num "laboratório super-secreto", com várias fontes próximas do processo a assinalar que as ambições da marca da maçã superavam a criação de um mero computador de bordo para automóveis.

O dito laboratório tinha sido montado já em 2014.O projecto estaria então a ser liderado por Steve Zadesky, um veterano da Apple, que terá feito, segundo uma fonte do jornal, várias viagens à Áustria relacionadas com este projecto.

Entretanto, a recém contratação de Chris Porritt acontece poucos meses depois do The Wall Street Journal noticiar a saída de Zadesky da Apple por razões pessoais.

E de onde vem o nome "Titan"? De um artigo do The Wall Street Journal de 13 de Fevereiro de 2015, altura em que o jornal noticia a intenção da Apple de construir um carro eléctrico – parecido com uma minivan - e cujo projecto tinha o nome de código "Titan".


O que diz a empresa liderada por Tim Cook sobre tudo isto? "A Apple não comenta rumores ou especulações".


Mas a marca não poderá manter-se em silêncio para sempre, até porque, escreve o The Telegraph, o objectivo da Apple é colocar o "iCar" à venda algures entre 2019 e 2020.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI