Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

UMIC faz balanço na incerteza do futuro

A UMIC – Unidade de Missão para a Inovação e Conhecimento foi criada e nomeada, por indicação do conselho de ministros, até ao final de vigência do actual Quadro Comunitário de Apoio (QCA), pelo que Diogo Vasconcelos, que preside à unidade, diz que aguard

Negócios 05 de Julho de 2004 às 14:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A UMIC – Unidade de Missão para a Inovação e Conhecimento foi criada e nomeada, por indicação do conselho de ministros, até ao final de vigência do actual Quadro Comunitário de Apoio (QCA), pelo que Diogo Vasconcelos, que preside à unidade, diz que aguarda o evoluir da situação política para decidir o futuro.

Em declarações à margem da conferência, organizada pela Apritel, sobre comunicações electrónicas como motor da economia, Diogo Vasconcelos deixou claro que a UMIC «foi criada e nomeada por conselho de Ministros até ao final do QCA», mas «obviamente é uma entidade cujos responsáveis têm a confiança política do actual Governo», disse o responsável sem tornar público o que irá fazer quando o Governo apresentar a demissão.

«Pessoalmente, tendo sido nomeado por proposta do primeiro-ministro em Conselho de Ministros, irei ver como evolui a situação», disse apenas.

Balanço da UMIC

Apesar da indefinição quanto ao seu futuro, Diogo Vasconcelos aproveitou a conferência para fazer um balanço das medidas que a UMIC tomou desde que foi criada.

Anunciou também que os concursos para a instalação de uma rede de fibra óptica a ligar as universidades e institutos superiores e a instalação de banda larga em nove mil escolas secundárias e básicas deverão estar concluído em Julho.

O projecto de instalação de uma rede de fibra óptica ligará, nesta primeira fase, os pólos académicos nas cidades de Lisboa, Coimbra, Aveiro, Porto e Braga, num concurso cujo valor de investimento é de três milhões de euros. Diogo Vasconcelos diz que esta ligação deverá estar feita até ao final do ano e ligará 70% da comunidade académica. A largura de banda aumentará até aos 10 gigabites.

No concurso para garantir o acesso a banda larga a nove mil escolas tem um prazo de implementação de um ano, mas Diogo Vasconcelos acredita que possa ser antecipado.

Na sua intervenção, o presidente da UMIC lembrou ainda que a Biblioteca do conhecimento Online (B-on), que desde final de Março tem mais de 3.500 revistas científicas para consulta já permitiu até ao final do mês de Maio o «download» de 692.260 artigos, não incluindo os artigos da Elsevier, cujos dados ainda não estão disponíveis. A biblioteca resulta de contratos anuais com a Kluwer, Sage, Elsevier, Wiley e IEEE.

Os ‘campus virtuais’, com mais de 30 parceiros, estão em fase de implementação em 40 instituições.

Foi, ainda, possível incluir, pelo Ministério da Educação, nos currículos escolares para o próximo ano lectivo, uma nova disciplina no 9º e 10º anos de Tecnologias de Informação e Conhecimento.

Quanto à Administração Pública, Diogo Vasconcelos, tal como tinha feito na semana passada, salientou o lançamento do Portal do Cidadão, com 118 prestadoras de serviços e 734 serviços, sendo 54% informativos, 27% interactivos e 19% transaccionais. O portal já recebeu a visita de 265 mil navegadores e tem cinco mil visitantes únicos diariamente. A próxima fase, tal como anunciado na semana passada, será a mudança do «back office».

Está igualmente concluído o guia para as compras de comunicações na Administração Pública, com sugestões de políticas e práticas a serem seguidas.

 

Outras Notícias