Tecnologias Venda de impressoras e máquinas de café dispara durante a pandemia

Venda de impressoras e máquinas de café dispara durante a pandemia

Um estudo da GfK revela que na semana em que foi decretado o Estado de Emergência em Portugal, o consumo de produtos tecnológicos tombou 18%.
Venda de impressoras e máquinas de café dispara durante a pandemia
Ana Sanlez 27 de março de 2020 às 18:47

Os portugueses estão a comprar menos produtos tecnológicos durante a pandemia de covid-19. Uma análise da GfK revelada esta sexta-feira mostra que na semana em que foi decretado o Estado de Emergência, foi registada uma queda de 18% nas vendas de tecnologia, em comparação com o mesmo período do ano passado. 

A descida mais acentuada fez-se sentir no mercado de smartphones, que observou uma quebra nas vendas de 54%. Entre 16 e 23 de março, as vendas de televisores baixaram 34%, enquanto a procura por máquinas de lavar desceu 21%. 

Mas nem todas as categorias de produtos tecnológicos sofreram o mesmo impacto. Os bens relacionados com trabalho à distância registaram "elevadas subidas" nas vendas, destaca a análise da GfK. A procura por impressoras multifuncionais teve o aumento mais expressivo. Face ao período homólogo, as vendas subiram 231%. Nos computadores portáteis verificou-se a mesma tendência, apesar de a subida ter sido menos acentuada, na casa dos 62%.

A permanência em casa fez com que os portugueses reforçassem ainda a procura por máquinas de café, cujas vendas subiram 46% em relação à mesma semana de 2019. 

O comércio online destacou-se nas preferências dos consumidores, tendo registado um salto de 84%. As vendas em loja recuaram 28%. 

A análise da GfK destaca que é, por enquanto, "difícil prever o efeito total do vírus no mercado", mas conclui que "a distância social afetará certamente o total de vendas". 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI