Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas da Nokia afundam 24% no segundo trimestre

A fabricante finlandesa continua a perder terreno no mercado dos telefones móveis, não conseguindo competir com as rivais Apple e Samsung nos “smartphones”.

10. Lumia 920, Nokia
Rita Dias Baltazar rbaltazar@negocios.pt 18 de Julho de 2013 às 13:23
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

As vendas da Nokia caíram 24% para 5,7 mil milhões de euros, no segundo trimestre do ano, informou a fabricante finlandesa em comunicado, refere a agência Bloomberg. Os valores ficaram aquém das estimativas dos analistas consultados pela agência norte-americana que apontavam para os 6,4 mil milhões de euros.

 

No segundo trimestre do ano, a Nokia perdeu 227 mil milhões de euros, quando os analistas previam que os prejuízos poderiam ascender aos 258,8 milhões de euros. Em igual período do ano anterior, a companhia registou perdas de 1,4 mil milhões de euros.

 

Em nove trimestres, a Nokia perdeu mais de 5 mil milhões de euros. Os “smartphones” da fabricante europeia continuam a agradar menos aos utilizadores do que os das rivais Apple e Samsung. No último trimestre, o volume de vendas de “smartphones” caíu 27%, em comparação com o segundo trimestre de 2012.

 

Já as vendas dos “smartphones” da serie Lumia, que incluem sistema operativo Windows, da Mircrosoft, aumentaram 32%, em relação ao trimestre anterior, para 7,4 milhões de unidades. Os analistas antecipavam que o volume de vendas dos Lumia atingisse 7,4 milhões de unidades.

 

Os modelos básicos de telefones móveis produzidos pela Nokia caíram 27% para 53,7 milhões de unidades, falhando as expectativas dos analistas consultados pela Bloomberg que apontavam para 54,4 milhões de unidades.

 

Antes da Apple introduzir o sistema operativo iOS e a Google criar o rival Android, há cerca de seis anos, a Nokia dominava no mercado dos telemóveis, com perto de 50% de quota. Na actualidade, a fatia de mercado detida pela companhia situar-se-á nos 3%, de acordo com os dados da consultora IDC, citados pela agência Bloomberg.

 

No início deste mês, a agência de notação Standard & Poor’s desceu o “rating” da Nokia, em um nível, de BB- para B+,  por considerar que a liquidez da empresa seria afectada com a compra da parte da Siemens na Nokia Siemens Networks (NSN).

 

No mercado bolsista, a Nokia perde 4,26% para 2,966 euros. Em 2012, a empresa, cotada em Helsínquia, perdeu 22% do seu valor.

Ver comentários
Saber mais Nokia smartphones telemóveis tecnologia
Outras Notícias