Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas do Facebook superam estimativas, mas aumento de despesas foi superior

As receitas do Facebook subiram 49% no quarto trimestre de 2014, mas as despesas aumentaram 87%.

A carregar o vídeo ...
Breaking Down Facebook's Fourth-Quarter Earnings
Negócios 29 de Janeiro de 2015 às 09:28
  • Partilhar artigo
  • ...

Mark Zuckerberg, presidente do CEO, citado pela Bloomberg diz-se "muito satisfeito com o crescimento do nosso negócio". A declaração aos analistas não os surpreendeu, afinal as receitas da rede social até superaram as estimativas.

 

As receitas subiram 49% no quarto trimestre do ano passado. 69% das suas receitas de publicidade foram conseguidas pelos dispositivos móveis, que se tornou o suporte mais utilizado para aceder a esta rede social.

 

O Facebook somou 1,39 mil milhões de utilizadores em Dezembro, mais 3,2% que em Setembro.

 

As receitas atingiram os 3,85 mil milhões de dólares no quarto trimestre, o que compara com 2,59 mil milhões um ano antes. Os lucros foram de 701 milhões. Segundo dados do Facebook, citados pela Bloomberg, a rede social amealha nove dólares de receitas por cada utilizador norte-americano, sendo os europeus e asiáticos menos lucrativos. 

 

A componente de vídeo continua a crescer nesta rede social. Num ano, o número de vídeos descarregados por pessoa cresceu 75% a nível global. 

 

Na análise aos resultados, a Bloomberg escreve, por outro lado, que o Facebook não tem pressa de fazer dinheiro com outros serviços por si detidos, como o Instagram ou o Whatsapp. Mark Zuckerberg comparou o ciclo de vida destes serviços com o do próprio Facebook, dizendo que ainda estão numa fase de acrescentar utilizadores.

 

Se as receitas subiram, os custos aumentaram mais. Zuckerberg advertiu, no trimestre anterior, que o Facebook ia aumentar os investimentos em projectos de longo prazo que poderiam não gerar receitas no imediato. E assim no quarto trimestre os custos atingiram os 2,72 mil milhões de dólares, o que também se deve ao pagamento de compensações aos trabalhadores. 

Ver comentários
Saber mais Facebook redes sociais mark zuckerberg
Outras Notícias