Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

WeDo Consulting analisa entrada em Inglaterra e Itália

A WeDo Consulting, consultora de sistemas de informação, está a analisar a entrada, através de parcerias, em Inglaterra e em Itália, disse ao Negocios.pt o presidente executivo da empresa.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 13 de Maio de 2003 às 18:36
  • Partilhar artigo
  • ...

A WeDo Consulting, consultora de sistemas de informação, está a analisar a entrada, através de parcerias, em Inglaterra e em Itália, disse ao Negocios.pt o presidente executivo da empresa, Rui Paiva.

Em termos de internacionalização, a WeDo Consulting está a operar no Brasil e em Espanha e está a concentrar-se «em mais dois países, a Inglaterra e a Itália, onde estamos a fazer um conjunto de negociações onde já estamos muito avançados na negociação» disse Rui Paiva, à margem da apresentação da solução da Biz Direct, myBiz.

Rui Paiva acrescentou que «já fizemos negócio com a Ericsson, estamos a fechar um com a Hewlett-Packard e vamos fazer, também, outros dois (negócios) com mais duas multinacionais, para começar».

A WeDo Consulting está «actualmente em dois países: no Brasil e em Espanha e as coisas correm-nos muito bem» afirmou o mesmo responsável. Rui Paiva acrescentou: «em Espanha fizemos um negócio no ano passado e os clientes adoraram-nos, vamos fazer um grande negócio (este ano) e já começámos a fazer outras coisas com algumas empresas espanholas, nomeadamente, a Telefónica».

No Brasil a empresa aumentou o volume e o número de clientes. Inicialmente somente com dois clientes, a Oi e a Telemar, alargaram já a sua carteira à Telefónica e a Telecom Américas, segundo a mesma fonte.

O presidente executivo da consultora da SonaeCom referiu que a internacionalização da empresa irá fazer-se sempre através de parcerias locais, excepto quando o volume de negócios o justifique, optando neste caso por uma presença directa.

Em termos de objectivos, Rui Paiva reiterou que prevê atingir um volume de negócios de 24,07 milhões de euros, em 2003, a que corresponderá uma subida de 3,3% face a 2002.

O EBIDTA, ou «cash flow» operacional, este ano irá atingir os 2.475 milhões de euros, mais 191% do registado no mesmo período do ano passado.

A SonaeCom encerrou hoje a cair 0,53% para os 1,87 euros.

Ver comentários
Outras Notícias