Redes Sociais CEO do Linkedin vai abandonar o cargo a partir de junho

CEO do Linkedin vai abandonar o cargo a partir de junho

Jeff Weiner, o líder da rede social com fins profissionais, anunciou na sua conta que vai deixar o cargo no próximo dia 1 de junho. Ryan Roslansky, atualmente vice presidente, será o sucessor.
CEO do Linkedin vai abandonar o cargo a partir de junho
Negócios 05 de fevereiro de 2020 às 18:34
O atual CEO da rede social Linkedin, Jeff Weiner, anunciou que vai abandonar o cargo a partir do próximo dia 1 de junho e assumir a posição de presidente da empresa detida pela Microsoft, segundo um comunicado divulgado pelo próprio, na sua conta.

O ainda líder da rede social adiantou que Ryan Roslansky, atual vice presidente da empresa, vai assumir o cargo de CEO a partir dessa data.

"Os últimos onze anos foram a maior experiência profissional da minha vida e nada disso seria possível sem vocês, nossos membros", escreveu Weiner na rede social, dirigindo-se aos seus utilizadores. Acrescentou que "apesar da escala e do impacto que alcançámos até agora, ainda parece que, em muitos aspectos, estamos apenas a começar". 

Jeff Weiner chegou à empresa detida pela Microsoft em 2008, depois de uma passagem pela Yahoo, para assumir a função de chefe do departamento de negócios. Passado pouco mais de meio ano, já em 2009, tornou-se o CEO do Linkedin, substituindo Reid Hoffman.

O Linkedin foi comprado pela Microsoft por 27 mil milhões de dólares em 2017, naquela que foi a maior aquisição da empresa de software até ao momento. O LinkedIn representa quase 6% das receitas totais da Microsoft e tem conhecido um crescimento mais rápido do que todos os restantes negócios da Microsoft. 

Antes de ingressar na Yahoo, Weiner, trabalhou durante cinco anos na Warner Bros. 



pub

Marketing Automation certified by E-GOI