Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Corretoras estão a deixar de aceitar subscrição de acções do Facebook

Vários intermediários financeiros estão a deixar de aceitar ordens de subscrição de acções da rede social mais popular do mundo, cujos títulos serão amanhã admitidos à negociação.

Negócios negocios@negocios.pt 17 de Maio de 2012 às 14:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A TD Ameritrade e a corretora da Fidelity já deixaram de aceitar pedidos de subscrição de acções do Facebook, segundo a Reuters que cita representantes da empresa.

Além destas, o banco de investimento Morgan Stanley também fez o mesmo, segundo apurou a agência noticiosa e a E*Trade Financial anunciou ontem à tarde que deixou de aceitar subscrições. O mesmo se pode dizer da Wells Fargo Advisers.

A entrada para a bolsa do Facebook tem sido muito antecipada. A rede social, que é líder do mercado, tem quase mil milhões de utilizadores e conseguiu receitas de quatro mil milhões dólares no ano passado.

A oferta que normalmente só está disponível a investidores institucionais está atrair as atenções de muitos investidores. Na segunda-feira, o Morgan Stanley anunciou que ia limitar o número de acções a subscrever por investidor a 500 títulos, tornando-as acessíveis a um universo maior de investidores, revela a Reuters que cita um conselheiro financeiro do Morgan Stanley.

“Foi uma corrida louca” disse o responsável do Morgan Stanley à agência noticiosa. Houve apenas dois dias para contactar clientes e deixá-los tratar da “extensa papelada”, referiu. Alguns clientes não conseguiram submeter as ordens de subscrição inicial a tempo.
Ver comentários
Saber mais Facebook bolsa acções IPO entrada para a bolsa Mark Zuckerberg Zuckerberg
Mais lidas
Outras Notícias