Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Facebook vai banir propaganda política na semana das eleições nos EUA

A rede social anunciou que ia eliminar quaisquer atos de campanha eleitoral na semana que antecede as eleições presidenciais, marcadas para 3 de novembro.

Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 03 de Setembro de 2020 às 12:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Facebook anunciou que vai banir todos os novos anúncios alusivos a partidos políticos na semana das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para o dia 3 de novembro. 

Esta opção marca uma viragem na visão de Mark Zuckerberg. Até então, o CEO da rede social tinha-se mantido inflexível quanto a esta política apartidária, permitindo constantes anúncios com mensagens falsas ou enganadoras tanto no Facebook, como no Instagram, motivo pelo qual foi confrontado no Congresso norte-americano, numa das suas passagens.

Zuckerberg parte novamente atrás dos rivais Twitter e Pinterest, os primeiros a banir propaganda das suas plataformas. Foi também o Twitter a primeira rede social a identificar publicações do presidente do país, Donald Trump, com um conteúdo falso. 

Além da proibição de propaganda política, o Facebook disse que iria adicionar um link para os resultados oficiais da Reuters e da National Election Pool em qualquer comentário de republicanos ou democratas no dia das eleições.

Através de uma publicação na rede social que gere, o terceiro homem mais rico do mundo - que já foi ultrapassado por Elon Musk, da Tesla, nos últimos dias - diz que é preciso que todos se relembrem das suas responsabilidades.

The US elections are just two months away, and with Covid-19 affecting communities across the country, I'm concerned...

Publicado por Mark Zuckerberg em Quinta-feira, 3 de setembro de 2020


O Facebook disse também que retiraria todas as publicações na rede social que tentassem desencorajar as pessoas a votar, alegando que poderão ajudar a propagar a covid-19 se forem às urnas.
Ver comentários
Saber mais Facebook Estados Unidos Covid-19 affecting communities across the EUA Mark Zuckerberg Twitter ciência e tecnologia tecnologias de informação distúrbios guerras e conflitos artes cultura e entretenimento Internet economia negócios e finanças
Mais lidas
Outras Notícias