Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Youtube poderá apresentar esta semana lista de 50 canais pagos

A rede social da Google poderá apresentar esta semana 50 canais por subscrição, que lhe permitirão criar uma segunda fonte de receitas. Em 2013 o Youtube deverá gerar 2 mil milhões de euros, em receitas.

Bloomberg
Rita Dias Baltazar rbaltazar@negocios.pt 06 de Maio de 2013 às 14:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O Youtube poderá anunciar ainda esta semana uma lista de canais que passarão a ser pagos, segundo o “Financial Times”. Desta forma, a Google, tecnológica que detém a plataforma de vídeos encontra uma segunda fonte de receitas. Até aqui, gerava apenas receitas com publicidade.

 

A plataforma de vídeos deverá disponibilizar 50 canais por subscrição, cuja mensalidade deverá ser de 1,99 dólares. Este projecto estará a ser planeado há vários meses, segundo o FT que cita uma fonte com conhecimento do processo.

 

No final de Janeiro, o mesmo jornal britânico avançava que o valor das subscrições situar-se-ia entre 1 e 5 dólares, por mês. A quantia seria dividida entre a plataforma que arrecadaria 45% do total e os produtores que encaixariam os 55% sobrantes.

 

O serviço de subscrição permitirá aos operadores produzir diferentes tipos de conteúdos, desde programas de televisão a cinema, escreve o FT.

 

A plataforma tem vindo a tornar-se cada vez mais profissional, de forma a aumentar o número de anúncios. O investimento em publicidade em vídeos terá aumentado 47% para os 2,9 mil milhões de dólares em 2012, segundo a empresa de análise eMarketer, citada pelo “Financial Times”.

 

O investimento com publicidade em vídeo deverá atingir os 4,14 mil milhões de dólares em 2013, de acordo com as estimativas da eMarketer, representando 2,4% do total.

 

As receitas do Youtube deverão chegar aos 2 mil milhões de dólares este ano, depois de terem ficado nos 1,3 mil milhões em 2012, segundo as previsões de Brian Wieser da Pivotal Research, cita o FT.

 

A empresa afirmou que não tem “nada para anunciar”, em relação aos canais por subscrição. Porém, avançou com a possibilidade de criar uma “plataforma de subscrição” que poderá disponibilizar mais conteúdos para os utilizadores e gerar receitas.

 

Os canais por cabo e satélite estarão de olho nesta possibilidade de conseguirem uma segunda fonte de receitas, ao disponibilizarem programas antigos e nova programação nesta plataforma.

 

O Youtube investiu mais de 200 milhões de dólares, nos últimos 18 meses em dezenas de novos canais. Este passo da rede social da Google contribuiu para um aumento da audiência da plataforma. No total, 1000 mil milhões de utilizadores vêem 6 mil milhões de horas de vídeo por dia.

 

Os canais por subscrição do Youtube competitão com o Netflix, serviço que conta com mais de 30 milhões de subscritores e com o Hulu detido pela Walt Disney, News Corp and Comcast que ultrapassou os 4 milhões de utilizadores.

 

 

Ver comentários
Saber mais Youtube Google tecnologia redes sociais
Mais lidas
Outras Notícias