Altice cortou 120 milhões de euros no Meo em seis meses

Desde que a Altice assumiu o controlo da PT Portugal, em Junho de 2015, reduziu os custos operacionais da operadora em 120 milhões de euros.
Bruno Simão
pub
Sara Ribeiro 15 de março de 2016 às 13:54

A Altice reduziu os custos operacionais da dona do Meo em 120 milhões de euros desde que assumiu a liderança da operadora, a 2 de Junho de 2015, de acordo com o relatório e contas de 2015 divulgado esta terça-feira pelo grupo francês.

No mesmo documento, a empresa fundada por Patrick Drahi adianta que o objectivo passa por alcançar poupanças de 200 milhões de euros, sem definir prazos, revelando apenas que pretendia atingir uma redução de 100 milhões de euros entre os 12 e os 18 primeiros meses depois da aquisição da operadora.

Quando a Altice assumiu o controlo da PT Portugal adiantou que iria reduzir custos para melhorar a eficiência da operadora. A revisão dos contratos com fornecedores foi uma das medidas do programa implementado.

De acordo com a apresentação dos resultados, em 2015 a PT registou poupanças de 13 milhões de euros no serviço aos clientes e de 25 milhões de euros na área de vendas e marketing.

Na rubrica de pessoal houve uma redução 29 milhões de euros e na de despesas gerais e administrativas de 11 milhões de euros.

pub

As receitas consolidadas da operação em Portugal da Altice caíram 7,5% no ano passado para 2,3 mil milhões de euros. Pelo contrário, o resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações cresceu 3,5% para 967 milhões de euros. E a margem EBITDA seguiu a mesma tendência, passando de 36,9% em 2014 para 41,3% no ano passado.

pub