Telecomunicações Altice paga incentivo de 800 euros para transferir técnicos para nova empresa

Altice paga incentivo de 800 euros para transferir técnicos para nova empresa

A empresa de telecomunicações quer concluir até outubro a passagem de dois mil trabalhadores para a Meo Serviços Técnicos, que se vai ocupar da gestão integral das redes de comunicações e prestar serviços a terceiros.
Altice paga incentivo de 800 euros para transferir técnicos para nova empresa
Vítor Mota
Negócios 22 de julho de 2019 às 10:29

A Altice está a oferecer um "incentivo" de 800 euros aos trabalhadores da área técnica da Meo Serviços e Comunicações que aceitem a transferência para uma nova empresa que se vai ocupar da gestão integral das redes de comunicações e prestar serviços a terceiros.

 

Esta segunda-feira, 22 de julho, o jornal Público adianta que o pagamento deste valor está previsto para outubro, desde que o funcionário decida até ao início de setembro assinar o acordo de cedência ocasional que viabiliza a passagem da Meo SA para essa nova entidade, que também será detida a 100% pela Altice.

 

A empresa de telecomunicações previa inicialmente concluir até 1 de junho a transferência de cerca de dois mil trabalhadores para a Meo Serviços Técnicos, mas tem encontrado resistências neste dossiê por parte das estruturas sindicais, que temem alterações nas condições contratuais e benefícios.

 

Fonte oficial da Altice Portugal classifica esta nova unidade como "um elemento chave" para a estrutura presidida por Alexandre Fonseca (na foto), argumentando que "responde à ambição de uma qualidade de serviço ainda maior e de satisfação das necessidades do mercado".

 

A 11 de julho, a Bloomberg noticiou que a Altice está também a ter dificuldades em vender a rede de fibra portuguesa, com alguns dos interessados a afastarem-se das negociações e a arrefecerem o interesse nestes ativos depois de terem inclusive chegado a apresentar propostas.

 

Apesar de ter perdido algum terreno para as duas maiores concorrentes, que voltaram a aproximar-se no ano passado, a Meo manteve o título de maior operadora de serviços móveis em Portugal, com uma quota de 42,7%. O relatório de serviços móveis da Anacom, relativo ao ano de 2018, mostra que a Vodafone é a segunda operadora móvel mais utilizada (30,2%), seguida pela Nos (24,7%). 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI