Telecomunicações Altice Portugal com “mais do que um interessado” na rede de fibra

Altice Portugal com “mais do que um interessado” na rede de fibra

A dona da Meo garante que as negociações continuam a decorrer. Mas como o grupo tem menor pressão para vender ativos não vai fechar negócio a “qualquer preço”.
Altice Portugal com “mais do que um interessado” na rede de fibra
Vítor Mota
Sara Ribeiro 01 de agosto de 2019 às 11:09

A rede de fibra ótica da Meo continua a despertar interesse no mercado. A garantia foi dada pelo administrador financeiro da Altice Portugal, Alexandre Matos, numa conferência com jornalistas.

 

"O processo continua a decorrer, até houve reuniões em Lisboa na semana passada com interessados", revelou. E "temos mais do que um interessado", assegurou sem avançar com mais detalhes.

 

Contudo, como explicou Alexandre Matos, devido à melhoria da performance do grupo Altice há menor pressão para vender ativos. Por isso, garante que não vão fechar o negócio "a qualquer preço".

 

As dúvidas em torno da venda da rede da Meo surgiram depois de a Bloomberg ter noticiado que a Altice Europe estava a ter dificuldades em vender esta infraestrutura, com alguns dos interessados a afastarem-se das negociações.

 

A Altice Portugal fechou o segundo trimestre receitas de 522 milhões, uma ligeira subida de 1,1%. Uma tendência que foi seguida em quase todos os mercados onde a Altice está presente. 

 

Porém, apesar de a operadora não divulgar dados concreto, a Meo ainda tem um resultado líquido negativo, revelou Gonçalo Camolino, diretor financeiro. "Ainda estamos a apurar prejuízo, mas por causa de efeitos que não têm impacto nossa qualidade de gerar cash flow".

 

A justificar os resultados ainda no vermelho estão uma série de efeitos de amortizações de ativos intangíveis ", como as licenças 3G e o impacto de alguns impostos, exemplificou. 

 

O processo da venda da fibra

 

De acordo com a Bloomberg, que citava fontes ligadas ao processo, a espanhola Cellnex não estaria a conseguir chegar a um acordo sobre o preço destes ativos.

 

Foi em fevereiro que a Reuters avançou que a Altice Europe estava a analisar a venda da rede de fibra portuguesa. A operação terá atraído o interesse de várias empresas, incluindo fundos, mas o desenrolar das negociações não parece estar a ter sucesso. Em março, o CEO da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, avançou que existia "mais de uma dezena de interessados" neste processo.

 

Contudo, as propostas apresentadas pelos interessados avaliaram este ativo entre os 3,5 e 4 mil milhões de euros, segundo a Bloomberg, enquanto a Altice terá admitido encaixar com esta operação cinco mil milhões de euros.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI