Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

AT&T lucra acima do esperado numa altura em que descontos nos telemóveis estão fora de moda

A operadora norte-americana de telecomunicações AT&T registou uma melhoria dos lucros devido a uma transição em todo o sector, liderada pela rival de menor dimensão T-Mobile US Inc., que está a deixar para trás a venda de telemóveis abaixo do preço de custo.

A carregar o vídeo ...
AT&T Beats as Phone Discounts Go Out of Style
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 23 de Abril de 2014 às 01:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Em vez disso, cada vez mais clientes estão a optar pelos planos parcelares Next da AT&T, pagando o preço normal pelos telefones em vez de assinarem contratos de dois anos com descontos nos aparelhos, refere a Bloomberg.

 

Isso ajudou a impulsionar os lucros da operadora no primeiro trimestre, para 71 cêntimos por acção, quando os analistas inquiridos pela Bloomberg apontavam para um lucro médio de 70 cêntimos por acção.

 

A AT&T aplica integralmente nos clientes Next a venda dos seus telefones, em vez de incorrer em despesas devido aos fortes descontos que oferece aos utilizadores que se fidelizam através de contratos.

 

No entanto, ressalva a Bloomberg, apesar de o financiamento dos novos telefones estar a sustentar os lucros da AT&T por agora, não poderá estender ao longo do tempo as receitas com as vendas desses aparelhos, o que acabará por colocar alguma pressão no resultado líquido da operadora norte-americana.

 

Cerca de 25% dos clientes de telemóveis da AT&T têm neste momento planos sem subsidiação dos aparelhos. Mais de 40% das novas subscrições de smartphones foram direccionadas para os planos Next no primeiro trimestre, mas esse número talvez possa diminuir nos próximos trimestres, uma vez que a procura inicial tenderá a perder alento, referiu na terça-feira o CEO da empresa, John Stephens, numa “conference call”.

 

No âmbito dos planos Next, os clientes podem escolher pagar pelos aparelhos em prestações de 20 ou 26 meses ou mediante um único pagamento. O iPhone 5S da Apple, por exemplo, que nos EUA custa 650 dólares, fica em 32,5 dólares por mês num plano de pagamento parcelar de 20 meses.

Segundo as estimativas da AT&T, as receitas crescerão 4% em 2014. A acontecer, superarão os 3% apontados pela estimativa média dos analistas.

 

As acções da operadora seguem a cair 1,9% para 35,60 dólares na negociação fora do horário regular da bolsa.

Ver comentários
Saber mais AT&T John Stephens telecomunicações
Outras Notícias