Telecomunicações Zeinal Bava: "Discutir o salário mínimo é secundário"

Zeinal Bava: "Discutir o salário mínimo é secundário"

Zeinal Bava considera que a discussão sobre o salário mínimo ou sobre o que se paga aos trabalhadores “torna-se secundária” quando há níveis de produtividade elevados. Isto porque quanto mais for a produtividade maior espaço haverá para remunerações mais elevadas. Numa entrevista à BBC, o CEO da Oi, salienta o facto de os portugueses serem trabalhadores “multifacetados”.
Zeinal Bava: "Discutir o salário mínimo é secundário"
Negócios 18 de setembro de 2013 às 10:58

“Os custos de trabalho são muito importantes, especialmente na indústria das telecomunicações”, salientou Zeinal Bava no programa “Business Edition” da BBC.

 

O presidente executivo da Oi sublinha que a produtividade é “importante”. “Discutir o salário mínimo e quanto pagamos às pessoas torna-se secundário. Potencialmente podemos pagar às pessoas bastante bem e elas podem produzir muito mais. Temos de nos focar nos custos unitários porque é o que faz diferença no longo prazo para a sustentabilidade do modelo de negócio.”

 

“Em Portugal temos uma força laboral que é multifacetada”, já que falam várias línguas e são muito móveis. “As pessoas estão preparadas para se mudar” para onde está o trabalho. Sendo que no Brasil é semelhante. “Temos pessoas que mudam de estado para estado à procura de melhores empregos.”

 

Mas o aumento da produtividade não terá apenas relação com os níveis de rendimentos dos trabalhadores. Zeinal Bava acrescenta que “se conseguirmos reduzir os custos unitários de trabalho e aumentar a produtividade então poderíamos baixar os preços” e tornar a tecnologia acessível a todos. 




Marketing Automation certified by E-GOI