Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPI vende à Sonae 7,38% do capital da Nos

O BPI acordou com a Sonae a venda de 7,38% do capital da operadora e esta segunda-feira alienou os 38 milhões de ações da Nos.

A Nos, liderada por Miguel Almeida, exige 22,4 milhões à Meo.
Miguel Baltazar
Negócios jng@negocios.pt 24 de Agosto de 2020 às 20:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O BPI alienou 38 milhões de ações da Nos à Sonae, indicou esta segunda-feira, em comunicado difundido na CMVM, a operadora liderada por Miguel Almeida.

O banco passou a deter uma posição de apenas 0,06% na Nos.

A venda surge após a Sonae ter anunciado na passada quarta-feira ter acordado com o BPI a compra de 38 milhões de ações da Nos, o que equivale a 7,38% do capital e direitos de voto na operadora.

Essa operação permite ao grupo liderado por Cláudia Azevedo assegurar o controlo da operadora, deixando a empresária angolana Isabel dos Santos como minoritária. Isto porque a Sonaecom revelou, também na quarta-feira, a dissolução da Zopt, empresa detida a meias com duas empresas controladas pela filha do ex-Presidente angolano, que controla 52,15% da Nos.

Assim, após a aquisição dos 38 milhões de ações acordados com BPI, a Sonae passa a deter 33,45% do capital e direitos de voto na operadora liderada por Miguel Almeida.

No comunicado, o BPI informa que alienou "38.000.000 de ações da NOS, SGPS, S.A.", detalhando que "a aquisição daquela posição acionista havia sido efetuada com a finalidade de cobrir o risco económico inerente a contratos de equity swap com liquidação financeira (Cash settled Share Swap Transactions) celebrados pelo Banco BPI, S.A.".
  
"A alienação agora realizada justifica-se tendo em conta o termo daquele contrato de equity swap e da exposição que do mesmo decorria", conclui.

(Notícia atualizada e corrigida quanto ao número de ações alienadas)
Ver comentários
Saber mais BPI Miguel Almeida Sonae Nos
Mais lidas
Outras Notícias