Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dona da Meo vai expandir rede de fibra óptica a mais 3 milhões de casas

A PT Portugal vai alargar a rede de fibra óptica nos próximo 5 anos. A dona da Meo não fecha a porta a uma futura partilha comercial em Portugal desta nova tecnologia que também poderá ser exportada para outras geografias dentro e fora do grupo Altice.

Miguel Baltazar/Negócios
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 05 de Novembro de 2015 às 13:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A dona da Meo, que passou para as mãos da Altice em Junho, vai alargar a sua rede de fibra óptica a mais 3 milhões de casas.

O anúncio foi feito esta quinta-feira, 5 de Novembro, pelo presidente executivo da PT Portugal, Paulo Neves, durante a sua primeira intervenção pública desde que assumiu o cargo.

Actualmente a operadora tem 2,3 milhões de casas passadas e 400 mil clientes activos com fibra óptica. Agora, com este novo investimento prevê chegar a 2017 com 3,5 milhões de casas e até 2020 com 5,3 milhões.

"Muito se tem dito da PT. O que posso garantir é que vamos investir mais do que investíamos e inovar mais do que inovávamos", disse Paulo Neves, sem divulgar, contudo, o investimento que esta expansão da rede vai implicar.

Para Paulo Neves, divulgar o montante do investimento "não é relevante. Será aquele necessário para cobrir as casas e manter a rede actualizada".

Esta nova aposta da PT Portugal vai implicar cablar "50 mil casas por mês durante cinco anos" e "vai envolver 2 mil pessoas a trabalhar connosco ", o que reflecte "a nossa contribuição para a empregabilidade".

Este é o segundo evento público realizado pela dona do Meo desde que foi comprada pela Altice. E, tal como no primeiro onde apresentaram uma nova plataforma para impulsionar a economia digital, "hoje o objectivo é dar boas notícias", sublinhou Paulo Neves.

A expansão da rede de fibra óptica da Meo será feita através de uma nova tecnologia denominada NG-PON2, "made in Portugal" e "inovadora a nível mundial", garantiu Alexandre Fonseca, responsável pela área tecnológica da PT Portugal.

Esta tecnologia permite uma maior largura de banda larga e 16 a 32 vezes mais rápidas face à actual fibra óptica, passando de 2,5 Gbps de download e 1,25 Gbps de upload para velocidades de 40 Gbps até 80 Gbps.

O desenvolvimento desta nova tecnologia, que estará disponível comercialmente no primeiro trimestre de 2016, faz com que a PT Portugal passe a ter "uma das redes de fibra óptica mais desenvolvidas a nível mundial".

Alexandre Fonseca adiantou ainda que este produto, "estará disponível em outras regiões também", além do mercado nacional.

"Esta tecnologia será rapidamente exportada para outras geografias", aproveitando as sinergias com a casa-mãe que está presente em 15 territórios, "e até fora do grupo Altice", acrescentou.

Questionado sobre se a PT Portugal poderia avançar com um acordo de partilha com alguma operadora em Portugal, Paulo Neves sublinhou que "o investimento é nosso. O modelo que vamos adoptar vai depender". Mas, "poderemos eventualmente disponibilizar uma oferta comercial".

Quanto ao acordo com a Vodafone, que previa ter uma cobertura de 900 mil casas partilhadas, o presidente executivo da PT Portugal adiantou apenas que "foi cumprido e termina agora em Novembro", não adiantando se será revisto ou não.



(Notícia actualizada às 13:40)

Ver comentários
Saber mais PT Portugal Paulo Neves Alexandre Fonseca Meo Altice
Outras Notícias