Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vodafone Espanha eliminará entre 600 e 1800 postos de trabalho em 2015

A Vodafone Espanha prevê eliminar entre 10% e 30% dos seus postos de trabalho, após a compra da operadora Ono em Março deste ano. A companhia emprega em Espanha 6.000 pessoas, 3.500 procedentes da Vodafone e 2.500 da Ono.

Logotipo da Vodafone, a 2 de Setembro, dia em que se esperava que a norte-americana Verizon Communications anunciasse um acordo para comprar 45% do grupo britânico (ficando com o controlo, 55%), o que veio a confirmar-se. Fotografia de Jason Alden
Negócios 10 de Dezembro de 2014 às 18:32
  • Partilhar artigo
  • ...

A filial espanhola da Vodafone eliminará entre 600 e 1.800 postos de trabalho, o que representa entre 10% e 30% da sua força de trabalho. Esta medida é o resultado de um processo de reestruturação da companhia, consequente da aquisição em Março do operador Ono no valor de 7.200 milhões de euros. 

 

A companhia explicou que o processo de integração da Ono na Vodafone revela duplicidades nas tarefas dos seus empregados. Depois da compra da Ono "há redundâncias na força de trabalho" declarou em conferência de imprensa o presidente executivo da Vodafone Espanha, Antonio Coimbra.

 

Coimbra confirmou o desejo da companhia de que a redução de postos de trabaçho ronde os 10% e não os 30% da força laboral. Actualmente a companhia emprega cerca de 6.000 pessoas, das quais 3.500 procedem da Vodafone e 2.500 da extinta Ono.

 

Assim, Coimbra explicou que "ainda não há nada decidido" e é cedo para determinar o número de pessoas que serão despedidas, uma vez que muitas tarefas desenvolvidas pelos empregados de ambas empresas são complementares.

 

Segundo explicou Coimbra, a Vodafone vai manter até finais de 2015 separados os negócios de rede móvel e fixa, razão pela que o ajuste da sua força de trabalhado, à partida, apenas afectará aos serviços de informática, sistemas, recursos humanos e financeiros.

Ver comentários
Saber mais Vodafone Vodafone Espanha Antonio Coimbra Espanha economia negócios e finanças Informação sobre empresas ono
Outras Notícias