Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fitch põe dívida da PT sob vigilância "negativa" antes da fusão com a Oi

A agência de "rating" colocou a dívida da Portugal Telecom sob vigilância negativa devido à fusão com a Oi, já que a operadora a resultar da fusão poderá ter uma classificação de crédito inferior à da operadora portuguesa.

Pedro Elias/Negócios
Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2014 às 22:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

A Fitch Ratings colocou a classificação de crédito da dívida de longo prazo da Portugal Telecom sob vigilância com implicações negativas ("rating watch negative"). A decisão é justificada com a fusão entre a operadora portuguesa e a Oi, que irá resultar numa nova "nova entidade" cuja qualidade de crédito "tem maior probabilidade" de ser menor que a da Portugal Telecom.

 

A Fitch diz que vai manter a vigilância até que seja concluída a transacção, altura em que irá emitir uma classificação à nova entidade, para já conhecida como CorpCo. Até lá, a PT tem um "rating" de BBB-.

 

A operadora que vai resultar da fusão entre a Portugal Telecom e a Oi poderá não manter a classificação de crédito de que beneficia a operadora portuguesa actualmente. O novo grupo de telecomunicações terá "maior escala e diversificação geográfica", além de criar sinergias e passar a ter uma estrutura empresarial mais simples, enumeram os economistas da Fitch.

 

"A Portugal Telecom terá de recapitalizar as sociedades intermédias antes da transacção e portanto aumentar o seu endividamento", diz a agência de "rating". "Como tal, os benefícios do aumento de capital de oito mil milhões de reais deverão ser modestos, com o endividamento do grupo que resultar da fusão a ter um endividamento provável inicial inconsistente com a actual classificação de crédito", conclui.

Ver comentários
Saber mais Portugal Telecom PT Oi fusão telecom telecomunicações Fitch Fitch Ratings
Outras Notícias