Telecomunicações Marcas PT e Meo vão desaparecer. Altice passa a marca global

Marcas PT e Meo vão desaparecer. Altice passa a marca global

As marcas PT e Meo vão mesmo desaparecer até ao segundo trimestre de 2018. A insígnia Altice vai passar a representar todas as operações do grupo a nível mundial.
Marcas PT e Meo vão desaparecer. Altice passa a marca global
Paulo Duarte/Negócios
Sara Ribeiro 23 de maio de 2017 às 15:02

Até ao segundo trimestre de 2018 as marcas PT e Meo vão desaparecer e passam a designar-se Altice. A alteração foi anunciada esta terça-feira pelo grupo francês, num encontro com jornalistas em Nova Iorque.

 

A mudança das marcas decorre no âmbito da estratégia da criação de uma marca global única para todos os países onde a Altice está presente, onde se incluem Portugal, EUA, França, Israel e República Dominicana.

 

"Achámos que era o momento certo para ter uma marca única", disse Michel Combes, presidente executivo do Grupo Altice. "Estamos a tornar-nos mais do que uma empresa de telecomunicações", acrescentou.

 

Os activos de media e as marcas com públicos-alvo "mais especializados, não vão mudar", detalhou. O que se aplica às marcas Sapo, Moche e Uzo, tal como o Público tinha noticiado.

 

No campo empresarial, as ofertas em todos os países vão passar a designar-se Altice Business.

 

"A Altice entra hoje numa nova era. Este é o nosso caminho", sublinhou Michel Combes. "O que nos faltava até agora era uma marca global única que reflectisse a natureza internacional e digital do nosso grupo e que reforça a força das nossas marcas e que vai reinventar o futuro", acrescentou.

 

A mudança de todas as marcas nos vários países onde a Altice está presente, que vai ser efectuada gradualmente,  será concluída nos próximos 12 meses.

 

A República Dominicana vai ser o primeiro país onde o grupo vai começar o "rebranding", devendo ficar concluído no terceiro trimestre deste ano.

 

Mudanças em Portugal arrancam "em breve"

 

Questionado sobre o arranque do processo em Portugal, que vai incluir mudanças nas lojas, equipamentos e edifícios, Michel Combes referiu apenas que será "em breve", não se comprometendo com datas e prazos. 

 

O gestor referiu que a operação em Portugal deverá acontecer ao mesmo tempo que for implementada no mercado francês. "Temos de seleccionar o melhor timing para fazer esta transição", apontou.

 

Michel Combes escusou-se a detalhar o investimento da criação da marca global, que inclui um novo logotipo e a assinatura "Together has no limits". A campanha a nível global vai arrancar "nos próximos dias", mas a nova marca está já visível nos ecrãs gigantes de Times Square, em Nova Iorque.

 

Cristiano Ronaldo vai continuar a ser o embaixador da marca, até porque "faz parte da família Altice" e traduz os valores da marca: "global, rápido, corajoso". "Estamos muito satisfeitos com o Ronaldo. É uma das nossas pessoas icónicas", sublinhou.

 

Nova Iorque foi o palco escolhido para a apresentação da nova marca global do grupo, que está a ser transmitida em streaming para os cerca de 50 mil trabalhadores "da família Altice", sublinhou, acrescentando que "as pessoas são o nosso melhor activo".

 

A criação da marca única segue em linha com a estratégia global delineada pelo grupo para todos os mercados onde está presente, que assenta "na convergência de activos de telecomunicações, conteúdos e publicidade", relembrou durante a visita aos EUA.

 




Saber mais e Alertas
pub