Telecomunicações Nos acaba com novas adesões de serviços de entretenimento que descontam no saldo

Nos acaba com novas adesões de serviços de entretenimento que descontam no saldo

A operadora deixou de permitir a utilização do saldo para novas adesões de serviços tipo Wap Billing , os quais estiveram na base de episódios de fraude que lesaram os seus clientes.
Nos acaba com novas adesões de serviços de entretenimento que descontam no saldo
Sara Ribeiro 14 de janeiro de 2020 às 12:33

A Nos decidiu bloquear as subscrições de serviços de entretenimento - como jogos, toques ou aplicações - através de apenas um clique em páginas de internet. Este tipo de serviços, denominado Wap Billing, era depois cobrado no saldo dos clientes que só nessa altura se apercebiam que tinham aderido aos mesmos.

Estas situações têm gerado várias queixas dos consumidores. Aliás, como a operadora liderada por Miguel Almeida relembra, estes serviços estiveram na base de episódios de fraude "realizada por entidades terceiras que lesaram clientes da Nos, ainda que o operador tenha reagido sempre na desativação das subscrições fraudulentas e na devolução dos valores cobrados indevidamente aos seus clientes", sustenta a Nos em comunicado enviado às redações.

Para evitar novos casos de fraude, a partir desta terça-feira, 14 de janeiros, a Nos deixou de permitir a utilização do saldo ou da fatura para novas ativações de serviços do tipo Wap Billing, "numa medida que visa o reforço da proteção dos seus clientes, assim como da transparência nos serviços prestados".

A operadora destaca que esta decisão aplica-se a novas adesões a serviços deste tipo, "pelo que os clientes que têm atualmente serviços Wap Billing voluntariamente subscritos vão continuar a poder utilizá-los tal como até aqui".

"A Nos tomou a opção estratégica de impedir a subscrição deste tipo de serviços muitas vezes promovidos de forma intrusiva que, frequentemente, levam a adesões pouco esclarecidas", explicou Luís Nascimento, administrador da operadora, no mesmo comunicado. E acrescentou que a operadora se "congratula de ser o primeiro operador em Portugal e um dos pioneiros a nível mundial a dar este passo voluntário, em prol da segurança e proteção dos seus clientes, acabando assim com um relevante motivo de insatisfação e de elevado número de reclamações."




Marketing Automation certified by E-GOI