Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nova oferta da Meo é “única” e vai colocar pressão sobre Zon e operadoras móveis

Os ganhos para a PT, conseguidos com a oferta convergente de quatro serviços de telecomunicações, não vão ser imediatos. Mas, a longo prazo, a operadora vai beneficiar de uma maior fidelização dos clientes, na opinião do CaixaBI. A pressão vai cair sobre a Zon e as operadoras do móvel, que não têm um produto semelhante.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 11 de Janeiro de 2013 às 19:44

A nova proposta da Portugal Telecom para o Meo, ao juntar Internet, telefone e TV tanto na vertente fixa como móvel, “é uma oferta que os concorrentes não têm forma de combater directamente”, segundo considera hoje, 11 de Janeiro, a casa de investimento da Caixa Geral de Depósitos.

 

O produto, denominado M4O, “aumenta a pressão sobre a Zon e todas as operadoras móveis em Portugal, que não têm uma forma directa de competir com esta oferta”, na opinião do analista Guido Varatojoso dos Santos numa nota de “research” a que o Negócios teve acesso.

 

A casa de investimento da CGD, banco que é o quarto maior accionista da PT com 6,42% atrás da Ongoing, BES e Oi, indica que “a PT será capaz de ganhar alguma quota de mercado à sua concorrência no segmento móvel, aumentar a fidelidade dos consumidores e, ao mesmo tempo, elevar a previsibilidade e estabilidade das suas receitas”.

 

O potencial de fidelidade é aquele que, na opinião do especialista, pode dar um maior impulso à Portugal Telecom a médio e longo prazo. Contudo, a verdade é que, na opinião do especialista, a operadora liderada por Zeinal Bava não vai beneficiar de ganhos imediatos.

 

No dia em que foi anunciado o novo produto – que, segundo Bava, “vai voltar a ser falado a nível mundial” –, a empresa ganhou 0,40% em bolsa para negociar nos 4,217 euros. A PT acumula uma valorização de 12,5% nas oito sessões de 2013, acima das registadas pela Zon (6%) e Sonaecom (1%) e ainda acima do avanço de 8,8% que o índice de referência da Bolsa de Lisboa apresenta.

 

"A nova oferta está disponível em fibra até casa (FTTH – Fiber To The Home), oferecendo velocidade garantida de 100Mbps e 85 canais de TV, e em ADSL, o qual oferece velocidade de até 24 Mbps e 80 canais de TV. No móvel, o serviço prevê a oferta de dois cartões móveis com voz e SMS ilimitados para todas as redes móveis e fixas nacionais e 200MB de internet no telemóvel, por cartão. A voz fixa também é ilimitada para redes fixas e o acesso à rede wifi da PT é gratuito e ilimitado. Ambas as ofertas incluem o serviço Musicbox na TV, no PC e em todos os telemóveis.”, anuncia a empresa em comunicado. O preço da mensalidade, nos dois tipos, é de 79,99 euros. 

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de “research” emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de “research” na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

Ver comentários
Saber mais Meo M40 Portugal Telecom PT Zon
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio