Telecomunicações Oi baixa lucros e receitas no primeiro trimestre

Oi baixa lucros e receitas no primeiro trimestre

As receitas baixaram 9,5% para 5,13 mil milhões de reais e os lucros baixaram para 568 milhões de reais.
Oi baixa lucros e receitas no primeiro trimestre
Reuters
Negócios 14 de maio de 2019 às 08:13

A operadora brasileira Oi, detida em cerca de 5% pela portuguesa Pharol, terminou o primeiro trimestre com um lucro de 568 milhões de reais (127 milhões de euros), abaixo dos 30,5 mil milhões reais (6,8 mil milhões de euros) registados no mesmo período do ano passado, mas melhor que os prejuízos de 3,3 mil milhões de reais no quarto trimestre.

 

Num comunicado enviado ao regulador, a Oi refere que as receitas baixaram 9,5% para 5,13 mil milhões de reais, embora o EBITDA total tenha subido para 2,23 mil milhões de reais, beneficiando com a redução dos custos operacionais. Ainda assim, o EBITDA ajustado registou uma queda de 20,4%.

 

O EBITDA nas operações internacionais em África e Timor Leste mais do que duplicaram para 12 milhões de reais.

 

"A intensidade do cenário competitivo no residencial, a menor quantidade de dias úteis no primeiro trimestre do ano e ainda a fraca atividade económica, com impacto principalmente no pré-pago e no segmento corporativo, são os principais fatores que justificam a queda nas receitas", refere um comunicado da empresa.

 

Os investimentos da Oi aumentaram 53% para 1,725 mil milhões de reais, sendo que deste total apenas 7 milhões de reais foram aplicados fora do Brasil.

 

A Oi fechou o trimestre com uma dívida líquida de 10,107 mil milhões de reais, um valor que representa uma queda de 14,5% face ao final do ano, mas um aumento de 38,3% quando comparado com o mesmo trimestre do ano passado.

    

 




Marketing Automation certified by E-GOI