Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos Coelho promete olhar para "circunstâncias próprias dos pequenos operadores"

O primeiro-ministro garante que o dinamismo do sector das comunicações obriga a atenção das condições regulatórias, acesso ao mercado de novos operadores, mas também um olhar sobre os pequenos operadores.

5.º- Pedro Passos Coelho
Primeiro-ministro cai dois lugares na tabela. A negociação com a troika foi transferida para Portas.
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 13 de Novembro de 2013 às 11:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Depois do elogio ao sector das comunicações, que diz ser um sector dinâmico, Passos Coelho deixou, no entanto, o aviso: "para que o dinamismo não se perca, temos de ficar atentos às condições regulatórias e acesso de novos agentes ao mercado e às circunstâncias próprias dos pequenos operadores".

 

No Congresso das Comunicações, o primeiro-ministro falou, ainda, da importância da regulação. E é aí que diz estar o papel do Estado: garantir "uma regulação adequada, eficaz é fundamental". Passos Coelho diz que o regulador tem de ter à sua disposição os meios necessários ao desempenho das suas funções e, daí, o "empenho" do Governo no aprofundar o regime aplicado aos reguladores. Passos Coelho falava da lei-quadro dos reguladores, já publicada.

 

O primeiro-ministro marcou, ainda, a sua intervenção com o apoio à criação do mercado único até 2015 nas telecomunicações, mas não só. "Este mercado único deve ser visto como condição primordial para o crescimento da Europa no futuro. Os mercados nacionais protegidos têm os seus dias contados. Queremos ultrapassar a fragmentação em 28 mercados nacionais e avançar no aprofundamento do mercado interno europeu".

 

O mercado único é, pois, "uma oportunidade se soubermos aproveitar".

Ver comentários
Saber mais Passos Coelho operadores circunstâncias
Outras Notícias