Telecomunicações Pharol mostra disponibilidade para resolver questões com Oi mas garante que vai à luta

Pharol mostra disponibilidade para resolver questões com Oi mas garante que vai à luta

A Pharol mostra disponibilidade para encontrar soluções que conduzam à recuperação da Oi, mas garante que vai lutar pelos seus interesses.
Pharol mostra disponibilidade para resolver questões com Oi mas garante que vai à luta
Miguel Baltazar
Alexandra Machado 29 de outubro de 2018 às 11:38
"A Pharol actualmente não tem alternativa a utilizar os meios legais para reagir a decisões adoptadas unilateralmente e de forma irredutível por parte da companhia [Oi]", explica, em comunicado, a empresa portuguesa liderada por Luís Palha da Silva, depois de ter visto a Câmara de Arbitragem do Mercado dar-lhe uma vitória na suspensão do aumento de capital aprovado pela Oi para entrada de novos recursos, até que haja uma decisão final por parte desta Câmara de arbitragem.

Apesar de assumir que vai à luta, a Pharol mostra, no entanto, disponibilidade para resolver os litígios para que a recuperação da Oi se faça. "Mais uma vez, a Pharol realça que mantém inteira disponibilidade para encontrar, de forma consensual e pacífica, soluções que permitam à Oi alcançar uma recuperação que respeite o interesse de todos os 'stakeholders' da companhia".

No actual caso, em que a Pharol pediu a suspensão do aumento de capital que vai injectar na Oi 4 mil milhões de reais, a Câmara de Arbitragem do Mercado deu até 5 de Novembro para a Pharol apresentar os seus argumentos "a respeito das irregularidades do aumento de capital previsto na cláusula 6 do plano de recuperação e os riscos para a Pharol caso não sejam concedidos os outros pedidos de urgência formulados pela Pharol".

A Pharol pediu para que a Oi cumpra a deliberação da assembleia de 7 de Fevereiro, convocada pela própria Pharol, e que aprovou a acção de responsabilidade contra os actuais administradores da Oi, assim como pediu a suspendeu dos actos societários da Oi que não tiveram a aprovação da Pharol. 

Para já, consegue que a Câmara suspenda o aumento de capital até decisão final do caso, conforme noticiou o Negócios. 



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI