Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT Portugal admite antecipar expansão da rede de fibra

Tinha planeado cobrir 5,3 milhões de casas em 2020, mas essa meta poderá ser alcançada antes, disse Paulo Neves, presidente da empresa.

Paulo Neves, presidente da PT Portugal, no Congresso das Comunicações.
Pedro Elias
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 05 de Julho de 2017 às 00:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
A PT Portugal/Meo admite antecipar o objectivo de ter fibra óptica em 5,3 milhões de casas em 2020.

Paulo Neves, presidente da PT Portugal, já tinha admitido que essas metas podiam ser antecipadas, ideia que agora reforça, projectando estender a rede de nova geração a cerca de um milhão de casas este ano, face às 730 mil do ano passado. "De facto não fizémos aquilo que dissémos. Fizémos mais", salientou no jantar-debate promovido pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC).

No final deste ano poderá, assim, ficar com um total de 4 milhões de casas com fibra da PT, por isso, Paulo Neves diz que a continuar neste ritmo a meta será antecipada.

"Queremos ser líderes em redes de nova geração e vamos sê-lo em breve", diz Paulo Neves, assumindo que o objectivo de liderança atravessa todos os segmentos do sector das telecomunicações. 

"Somos líderes com uma grande distância em todas as áreas, excepto numa, ainda, que é a televisão", acrescentou o responsável da PT, garantindo deter a liderança em receitas e em serviços ("temos mais quatro milhões de serviços do que o segundo, se isso não é ser líder, não sei o que é ser líder").

E garantiu que até no móvel, a empresa cresceu a sua quota, para os 45,3%, nos últimos dados disponíveis da Anacom. Além disso, acrescentou, a empresa conseguiu voltar à liderança no segmento jovem, segundo disse Paulo Neves, realçando "há 10 anos que não tínhamos liderança no segmento jovem".

 
Ver comentários
Saber mais PT fibra óptica Meo Paulo Neves
Outras Notícias