Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT SGPS admite acções judiciais contra responsáveis do empréstimo à Rioforte

A PT SGPS ainda está a analisar o resultado do relatório da PwC, sobre o investimento da empresa à Rioforte, admitindo analisar eventuais iniciativas de renegociação com a Oi.

Pedro Elias/Negócios
Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 15 de Janeiro de 2015 às 23:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...

Na documentação que fez chegar à CMVM, esta quinta-feira, a PT SGPS sublinhou estar "ainda a analisar as conclusões do relatório e as possíveis medidas a tomar  para esclarecimento dos factos e apuramento de responsabilidades".

 

Está prevista a análise ainda "de como as conclusões do relatório da PwC e outros factos que venham a apurar-se poderão justificar uma eventual iniciativa de renegociação dos termos da permuta ou de outros aspectos dos acordos firmados com a Oi".

 

A empresa coloca ainda a hipótese de avançar com acções judiciais de responsabilidade. No entanto refere que "estas eventuais actuações são independentes da ordem de trabalhos da Assembleia Geral".

 

"É possível inferir que, caso se venha a comprovar que o Eng. Zeinal Bava tinha conhecimento das aplicações RioForte, que a Oi também teria conhecimento, pelo menos na pessoa do seu CEO, da realização de tais investimentos. Contudo, nesta data, estes factos não foram considerados provados e terão de ser objecto de análise complementar por parte do Conselho de Administração da PT SGPS", refere o comunicado publicado esta  noite pela PT SGPS.

 

A PT SGPS publicou as conclusões do relatório da PwC na passada quinta-feira.

Ver comentários
Saber mais CMVM PT SGPS PwC
Outras Notícias