Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Redes de alta velocidade cobriam 85,5% dos lares até março

No final de março, a cobertura de redes de telecomunicações de alta velocidade era de 85,5% dos lares. Segundo a Anacom, a cobertura na área metropolitana de Lisboa e nos Açores “encontrava-se acima da média”.

Miguel Baltazar/Negócios
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 16 de Junho de 2020 às 11:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os serviços de redes de alta velocidade fixos atingiram 2,9 milhões de clientes no final do primeiro trimestre deste ano, um valor que representa um aumento de 9,8% face ao mesmo período de 2019, segundo os dados divulgados esta terça-feira pela Anacom.

Este aumento foi impulsionado principalmente pela fibra ótica, tecnologia que suportou oito em cada dez novos clientes.

No final de março, a cobertura das redes de telecomunicações de alta velocidade era de 85,5% dos lares portugueses, mais 3,3 pontos percentuais que no final do primeiro trimestre de 2019. E de acordo com a análise da Anacom, a cobertura na área metropolitana de Lisboa e nos Açores encontrava-se acima da média.

Por outro lado, os aumentos mais expressivos do número deste tipo de serviços contratados foram verificados na região Centro (+16%), Açores (+14,9%), Algarve (+14,3%), Alentejo (+14,2%) e Norte (+10,5%). A Anacom sublinha ainda que no caso da região Centos, Madeira e Alentejo verificou-se uma redução nas assimetrias de cobertura face à média do país.

De acordo com o mesmo relatório divulgado pela Anacom, no final de março, cerca de 68,7% das famílias subscreviam serviços de alta velocidade em local fixo, com a área metropolitana de Lisboa (87%), Madeira (77,4%) e Açores (75,4%) a apresentarem penetrações acima da média em Portugal (68,7%). O Algarve (63,5%), o Centro (56,2%) e o Norte (65,6%), regiões (juntamente com o Alentejo) em que a penetração destes serviços é mais baixa, aproximaram-se da média.

"Estima-se que no primeiro trimestre, estivessem cablados com uma rede de alta velocidade no mínimo cerca de 5,4 milhões de alojamentos, mais 4,1% que no primeiro trimestre do ano anterior", refere o regulador setorial sublinhando, contudo, que o crescimento verificado, "apesar de significativo, é inferior ao registado há um ano (7,2%)".

No total, tendo em conta os números dos primeiros três meses do ano, o número de alojamentos cablados com fibra ótica ascendeu a cerca de 5,1 milhões, mais 6,8% do que no trimestre homólogo, tendo atingido uma cobertura de 80,5%. "Já o número de alojamentos cablados com acessos de alta velocidade suportados em redes de TV por cabo aumentou 0,3% no último ano, totalizando 3,8 milhões. A cobertura deste tipo de redes era de 59,5%, o mesmo valor que há um ano atrás", lê-se no mesmo documento.

 

Ver comentários
Saber mais Anacom telecomunicações
Mais lidas
Outras Notícias