Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Telecom Italia regista quebra de lucros de 39% no primeiro trimestre de 2014

A operadora italiana foi prejudicada pelas quedas de receitas no mercado doméstico e no mercado brasileiro.

Negócios 13 de Maio de 2014 às 10:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Telecom Italia registou uma quebra de lucros de 39% no primeiro trimestre de 2014. De acordo com os dados da empresa, os lucros da maior operadora italiana passaram de 364 milhões de euros para 222 milhões de euros.

 

As receitas globais caíram 12% para 5,19 mil milhões de euros, 0,8% abaixo da estimativa média dos analistas consultados pela Bloomberg, que apontavam para 5,23 mil milhões de euros.

 

A marca italiana registou uma quebra de receitas de 8,3% no mercado doméstico para 3,7 mil milhões de euros. A “forte concorrência” em Itália é a principal justificação, segundo a operadora, para esta performance. No Brasil, a quebra de receitas de 19% para 1,45 mil milhões de euros foi causada pela “desvalorização da moeda brasileira (real) face do euro” e pela diminuição da receita média por consumidor.

 

O EBITDA da empresa caiu 8,4% para 2,2 mil milhões de euros. Os lucros antes de juros, impostos, amortizações e depreciações ficaram dentro da média do valor esperado pelos analistas consultados pela Bloomberg.

 

O mercado de telecomunicações está a ser afectado pela mudança no modelo de consumo: os clientes estão a fazer cada vez menos chamadas via telefone e a recorrer a cada vez mais aos serviços de mensagens instantâneas, como é o caso do WhatsApp.

 

Para o professor de economia da Universidade Bocconi, de Milão, Carlo Maffe, a operadora italiana não pode continuar a basear as suas receitas nos serviços de chamadas e mensagens numa altura em que o Facebook está a oferecer estes serviços "aparentemente sem pedir nada em troca". Citado pela Bloomberg, o docente considera que a Telecom Italia tem de “fazer mais parcerias estratégicas e aproximar-se das empresas fornecedoras de internet”.

 

O CEO da Telecom Italia, Marco Patuano, tem tomado várias medidas para estancar a dívida de 37 mil milhões de euros. Nos primeiros seis meses como responsável pela empresa, a operadora vendeu a sua participação na companhia argentina, activos como torres de Internet sem fios em Itália e no Brasil e cortou os dividendos. Em 2013, a Telecom Itália registou 674 milhões de euros em prejuízos.

 

Os títulos da marca italiana estão a desvalorizar 2,59% para 0,901 euros.

Ver comentários
Saber mais Telecom Italia telecomunicações apresentação de resultados
Outras Notícias