Telecomunicações Tribunal põe Brasil sem WhatsApp por três dias

Tribunal põe Brasil sem WhatsApp por três dias

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a medida torna-se efectiva a partir da 14:00 (18:00 em Lisboa) e cumpre uma decisão de 26 de Abril. As operadoras vão acatar a decisão mas ponderam recorrer junto dos tribunais.
Tribunal põe Brasil sem WhatsApp por três dias
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 02 de maio de 2016 às 17:56

As autoridades judiciais brasileiras voltaram a suspender o funcionamento do serviço electrónico de mensagens encriptadas WhatsApp, desta vez por 72 horas (três dias). A ordem de indisponibilidade do serviço foi esta segunda-feira, 2 de Maio, comunicada às operadoras de comunicações fixas e móveis e deverá abranger todo o Brasil.


De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a medida torna-se efectiva a partir da 14:00 (18:00 em Lisboa) e cumpre uma decisão de 26 de Abril, do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto, Sergipe.


O processo, explica a mesma publicação, é o mesmo que em Março levou à detenção do vice-presidente para a América Latina do Facebook (proprietária da plataforma), Diego Dzodan.


As autoridades voltam a exigir à empresa que partilhe informação sobre uma organização de tráfico de droga no Brasil e que terá usado o WhatsApp nas suas comunicações, pretensão que tem sido negada pela companhia.


No imediato, as operadoras (TIM, Oi, Vivo, Claro e Nextel) garantiram que vão cumprir a decisão, mas que ponderam interpor uma providência cautelar que suspenda a ordem judicial.


Esta é a terceira vez em quase cinco meses que o WhatsApp vê o seu funcionamento ameaçado. Em Dezembro foi bloqueado por 48 horas, mas a interrupção acabou por ser levantada antes de terminado o prazo. Em Fevereiro, motivada por investigações a casos de pedofilia, o seu funcionamento também esteve à beira da interrupção.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI