Aviação Jornal de Notícias: Aeroporto do Porto com mais 37 mil lugares a partir do Verão

Jornal de Notícias: Aeroporto do Porto com mais 37 mil lugares a partir do Verão

As 11 companhias aéreas que vão reforçar operações no aeroporto Francisco Sá Carneiro vão garantir um acréscimo de 36.700 lugares semanais. Descontando os cortes da TAP e Sata, o Porto ganha 27.500 lugares.
Jornal de Notícias: Aeroporto do Porto com mais 37 mil lugares a partir do Verão
Paulo Duarte
Bruno Simões 17 de fevereiro de 2016 às 10:25

O aeroporto do Porto continua a ser apetecível para a quase totalidade de companhias aéreas que lá operam. De acordo com dados da câmara do Porto, divulgados esta quarta-feira, 17 de Feveiro, pelo Jornal de Notícias (JN). Há 11 transportadoras que vão reforçar a sua operação no aeroporto Francisco Sá Carneiro no Verão, o que representa um aumento de oferta de 36.700 lugares por semana. O saldo é largamente positivo, mesmo com a redução da oferta da TAP e da Sata.

 A câmara do Porto tem criticado fortemente o desinvestimento que a TAP está a fazer no aeroporto localizado em Pedras Rubras, o segundo que mais passageiros movimenta no país e cuja área de influência se estende até à Galiza. A transportadora aérea nacional, que é detida em partes iguais pelo consórcio Atlantic Gateway e pelo Estado, anunciou recentemente o fim de quatro rotas a partir do Porto: Milão (Malpensa), Bruxelas (Zaventem), Barcelona (El Prat) e Roma (Fiumicino).

 

Esta supressão de rotas significa que vai haver um corte de oito mil lugares por semana oferecidos pela TAP a partir do Porto. Também a Sata vai reduzir 1.200 lugares. Com o acréscimo de 36.700 lugares a partir do Verão de 11 outras companhias aéreas, o aeroporto do Porto vai ganhar 27.500 lugares por semana.

EasyJet e Vueling são quem mais reforça

 

De acordo com os dados divulgados pelo JN, o reforço de lugares será conseguido, na sua grande maioria, através da intensificação da oferta das companhias "low-cost". A britânica EasyJet será responsável por um reforço de 10 mil lugares, a espanhola Vueling prevê oferecer seis mil, e a irlandesa Ryanair deverá acrescentar quatro mil passageiros à sua oferta semanal, tantos quantos a Transavia, operadora holandesa detida pela KLM-Air France.

 

A companhia de bandeira alemã, Lufthansa, vai acrescentar 2.800 lugares, a British Airways colocará mais 2.500 e, tanto a Aigle Azur como a Turkish Airlines prevêem transportar mais dois mil passageiros a partir do Verão.

 

Segundo o jornal este aumento de oferta resulta do esforço pessoal do presidente da câmara, Rui Moreira. Fonte do processo explica ao jornal que assim fica assegurada uma forma de aumentar para nove milhões o número de passageiros movimentados no aeroporto do Porto, depois dos 8,1 milhões de 2015.

 

O reforço da oferta da Ryanair aproveita precisamente três das rotas que a TAP vai suprimir: Bruxelas (para Zaventem, o principal, e Charleroi), Milão (Bérgamo, aeroporto secundário) e Barcelona (El Prat, aeroporto principal).

 

Mais de 11 mil lugares com a ponte aérea

 

Estes números não têm em conta o reforço de lugares que vai surgir com a entrada em funcionamento da ponte aérea da TAP, a partir de 27 de Março. A companhia vai disponibilizar 18 voos diários entre Lisboa e Porto, nos dois sentidos. A rota será operada maioritariamente com recurso a oito aeronaves ATR 72, com capacidade para 68 passageiros, e nove Embraer 190, que podem transportar 110 pessoas.

 

Sempre que a procura o justificar, a companhia usará também aviões Airbus A320, com capacidade para 162 passageiros, entre Lisboa e o Porto. São 19 as aeronaves deste modelo actualmente detidas pela TAP.

 

Traçando uma média com o número de lugares oferecidos pelos ATR 72 e Embraer 190, é possível concluir que a ponte aérea deverá representar um reforço de 1.602 lugares por dia em voos com origem no Porto e de 11.214 lugares por semana. Estes números serão naturalmente superiores sempre que sejam usados Airbus A320 na operação.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI