Aviação Atlantic Gateway disponível para reforçar diálogo na região Norte

Atlantic Gateway disponível para reforçar diálogo na região Norte

O ministro do Planeamento e das Infra-estruturas anunciou disponibilidade dos novos donos da TAP para dialogar, numa altura em que o autarca do Porto já admite apelar ao boicote.
A carregar o vídeo ...
Maria João Babo 11 de fevereiro de 2016 às 16:12

O ministro do planeamento e das infraestruturas, Pedro Marques, revelou esta quinta-feira, 11 de Fevereiro, no Parlamento ter obtido do consórcio Atlantic Gateway, de Humberto Pedrosa e David Neeleman, disponibilidade para "reforçar o diálogo com representantes da região Norte", designadamente com os municípios.

 

Questionado pelo deputado do PS, João Paulo Correia, sobre as preocupações manifestadas pela suspensão de rotas da TAP, designadamente no aeroporto do Porto, o ministro voltou a afirmar que "o Porto é uma base relevante", mas "não nos vamos imiscuir nas decisões da comissão executiva na definição das rotas e frequências".

 

Adiantou, contudo, ter havido disponibilidade dos privados da TAP nesse diálogo, o qual diz ver "com bons olhos".

No final do debate, aos jornalistas, Pedro Marques reafirmou ter visto como "muito positivo" a disponibilidade manifestada pelo consórcio para "manter um diálogo com agentes económicos e autarcas da região Norte", remetendo para a Atlantic Gateway mais pormenores relativamente "aos termos e aos resultados dessea negociação" porque "o Governo não vai interferir no tema das rotas".


"Imagino que do lado dos autarcas e agentes económico o tema das rotas seja um tema e o consórcio de certeza que está à espera que esse seja um tema", limitou-se a dizer o ministro.
 

O presidente da Câmara do Porto tem criticado a estratégia da TAP para a cidade, designadamente a suspensão de quatro rotas a partir do aeroporto Sá Carneiro para a Europa. Na quarta-feira, Rui Moreira acusou mesmo a TAP de ter em curso uma estratégia para "destruir o aeroporto Francisco Sá Carneiro", com vista a construir, em Lisboa "um novo aeroporto e uma nova ponte".


"A estratégia da TAP é um insulto à cidade do Porto", afirmou o autarca durante a reunião camarária pública, onde prometeu não desistir da "guerra séria" para que a TAP, agora detida em 50% pelo Estado, restabeleça as rotas que anunciou querer suspender a partir do aeroporto do Porto, nomeadamente para Roma, Milão (Itália), Bruxelas (Bélgica) e Barcelona (Espanha).

Rui Moreira disse ainda que esta "é uma guerra séria" e que "há-de chegar o tempo em que apelaremos à população da região para não voar na TAP".

(Notícia actualizada às 17:45 com mais declarações de Pedro Marques)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI