Imobiliário Chineses da TAP negoceiam compra de arranha-céus em Nova Iorque

Chineses da TAP negoceiam compra de arranha-céus em Nova Iorque

O grupo chinês HNA, accionista da TAP através do consórcio Atlantic Gateway e da companhia brasileira Azul, está a negociar a compra de um arranha-céus em Nova Iorque por 2,21 mil milhões de dólares.
Chineses da TAP negoceiam compra de arranha-céus em Nova Iorque
Reuters
Lusa 22 de março de 2017 às 09:55
O valor, avançado pela imprensa estatal chinesa, seria um dos mais elevados de sempre pago por um edifício em Manhattan, o coração financeiro dos Estados Unidos.

A torre, Manhattan's 245 Park Avenue, tem 158.000 metros quadrados e entre os seus inquilinos consta o fundo de investimentos JPMorgan Chase & Co.

Com sede na ilha de Hainan, no extremo sul da China, a HNA opera nos sectores de aviação, indústria, turismo, logística e financeiro.

O grupo detém indirectamente cerca de 20% do capital da TAP, através de uma participação de 13% na Azul (companhia do brasileiro David Neelman que integra a Atlantic Gateway) e de 7% na Atlantic Gateway.

No ano passado, a firma comprou a distribuidora de tecnologia norte-americana Ingram Micro, por 6.000 milhões de dólares, e acordou pagar 1,3 mil milhões de euros pela Gategroup, a segunda maior empresa de "catering" de aviões do mundo.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI