Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Companhias aéreas brasileiras registam perdas de 2,4 mil milhões de reais em 2013

O ano de 2013 foi de prejuízo para as companhias aéreas que voam no Brasil. Neste grupo está um dos potenciais interessados na TAP, a Avianca. A Azul foi das poucas a registar lucros.

DR
Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 13 de Outubro de 2014 às 17:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Em 2013, as companhias aéreas brasileiras registaram perdas de 2,4 mil milhões de reais (782 milhões de euros), segundo os dados divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

 

Apesar das perdas, os valores registados em 2013 foram inferiores aos 3,5 mil milhões de reais (1,1 mil milhões) de prejuízos verificados no ano anterior. A Anac, no relatório anual, citado pela revista Valor Econômico refere que a indústria regista prejuízos desde 2011.

 

O regulador brasileiro relata que a TAM foi a companhia com o prejuízo mais elevado, atingindo perdas de 1,6 mil milhões (521 milhões de euros), um valor superior aos 1,3 mil milhões de reais (424 milhões de euros) de perdas registadas no ano anterior.

 

Já a Gol, a Avianca, a Trip e a Webjet reduziram as perdas no período em análise, enquanto a Azul e a Total foram as únicas que registaram lucros.

 

A Azul registou lucros 136,462 milhões de reais (44,4 milhões de euros), após três anos consecutivos de perdas, refere a mesma fonte.

 

Enquanto a Avianca, detida pelo Grupo Synergy, fechou 2013 com perda líquida de 36,511 milhões de reais (11,9 milhões de euros), completando três anos seguidos de prejuízos.

 

A empresa que apresentou maior grau de endividamento em 2013 foi a Avianca. "As empresas que apresentaram grau de endividamento com sinal negativo são aquelas que estão em situação de passivo a descoberto", detalhou o Valor.

Ver comentários
Saber mais Agência Nacional de Aviação Civil perdas companhias aéreas Brasil Avianca Azul
Mais lidas
Outras Notícias