Aviação Costa desafia companhia aérea chinesa a reforçar frequências e voar para o Porto

Costa desafia companhia aérea chinesa a reforçar frequências e voar para o Porto

A Beijing Capital Airlines vai iniciar a 26 de Julho os voos directos entre Pequim e Lisboa. Este ano irão ser oferecidos mais de 40 mil lugares
A carregar o vídeo ...
Maria João Babo 11 de julho de 2017 às 11:13

O primeiro-ministro, António Costa, desafiou esta terça-feira, 11 de Julho, na apresentação do primeiro voo directo entre a China e Portugal, que a companhia aérea Beijing Capital Airlines possa reforçar o número de frequências desta rota e possa arrancar com novas ligações ao país, designadamente para o Porto.

 

A companhia chinesa, do grupo HNA, que se tornou indirectamente accionista da TAP, vai começar a 26 de Julho a nova rota que será directa entre Lisboa e Pequim.

 

A ligação vai iniciar-se com três frequências por semana às terças, quintas e sábados, até ao final do verão IATA, operado por um A330-200, um avião com capacidade para 260 lugares. Até ao final de 2017 serão disponibilizados cerca de 40.560 lugares.

 

No próximo ano é esperado que a operação se mantenha com quatro frequências semanais, oferecendo mais de 76 mil lugares em 2018.

 

No seu discurso, António Costa salientou o reforço das relações entre a China e Portugal e o investimento que as empresas chinesas têm realizado no país. Em 2016 mais de 180 mil turistas chineses viajaram para Portugal, o que correspondeu a um aumento de 20%.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI