Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cresap disponível para se pronunciar sobre vencimentos na ANAC

João Bilhim garante que a se comissão de vencimentos do regulador ou o Governo o solicitarem, a CRSAP entregará o seu parecer por escrito.

Pedro Elias
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 30 de Março de 2016 às 11:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O presidente da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CRESAP), João Bilhim, mostrou-se disponível esta quarta-feira, 30 de Março, para que esta entidade emita um parecer relativamente aos vencimentos da administração da Autoridade Nacional da Aviação Civil.

 

O responsável, que foi chamado ao Parlamento pelo PS na sequência de notícias sobre aumentos salariais de cerca de 150% aos administradores da ANAC, garantiu que em 15 dias a CRESAP tem condições para emitir o seu parecer se o Governo ou a comissão de vencimentos lho pedir.

 

João Bilhim preferiu não dar o seu parecer individual aos deputados da comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, preferindo não antecipar a decisão da comissão técnica da CRESAP, composta por quatro elementos.

 

"Se nos for pedido, em 15 dias daremos por escrito o parecer sem problema nenhum", afirmou João Bilhim.

 

O responsável da CRESAP disse que esta entidade não foi ouvida sobre se é justo ou injusto como a comissão de vencimentos fixou os salários destas pessoas, mas sublinhou que "tem todo o gosto e o dever de pronunciar-se se for chamada a isso".

 

A administração da ANAC entrou em funções no verão de 2015, tendo em Outubro a comissão de remunerações fixado a remuneração mensal do presidente deste regulador, Luís Ribeiro, em 16.075 euros, o salário do vice-presidente Carlos Seruca Salgado em 14.468 euros e o da vogal Lígia Fonseca, quando for nomeada, em 12.860 euros.

(Notícia corrigida às 19:33 com os valores das remunerações)

Ver comentários
Saber mais João Bilhim Parlamento Autoridade Nacional da Aviação Civil ANAC Governo Economia Obras Públicas Informação sobre empresas grandes empresas
Mais lidas
Outras Notícias