Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

David Neeleman: “Precisamos de um voo diário para a China”

O accionista da TAP voltou a sublinhar a importância de Portugal ter um voo diário para a China e admite que tem falado com a accionista chinesa HNA sobre o assunto.

Miguel Baltazar/Negócios
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 12 de Junho de 2016 às 15:15
O arranque de voos diários entre Portugal e a China faz parte dos desejos de David Neeleman, accionista do consórcio Gateway que venceu o concurso da privatização da TAP. "Há 120 milhões de chineses a viajar por vários países. Precisamos de um voo diário em Portugal", sublinhou David Neeleman no sábado, à margem da inauguração dos voos diários entre Lisboa e Boston.
O responsável adiantou que é um tema que tem estado em cima da mesa e tem sido discutido com o HNA, accionistas chineses do consórcio: "Falámos com eles ontem (sexta-feira)", disse Neeleman, sublinhando que ainda não está nada fechado.
 
A Capital Airlines, detida pelo HNA, já manifestou vontade de lançar uma nova rota entre Hangzhou e Lisboa, via Pequim. Aliás, o pedido já foi enviado à Autoridade de Aviação Civil da China, como foi noticiado recentemente.
Quanto a novas rotas, depois do regresso aos voos diários Lisboa e Boston e a partir de 1 de Julho a Nova Iorque, David Neeleman detalhou apenas que o Canadá está no topo da lista para os novos destinos quando a nova frota da TAP chegar, o que deverá acontecer no próximo ano.

*A Jornalista está em Boston a convite da TAP
Ver comentários
Saber mais TAP David Neeleman aviação China HNA
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio