Aviação Diretor da TAP que recebeu prémio de 110 mil euros sai

Diretor da TAP que recebeu prémio de 110 mil euros sai

Um dos quadros superiores da TAP que receberam prémios de 110 mil euros em maio vai sair da transportadora a 31 de julho. A comissão executiva diz que Elton D'Souza vai abraçar outro projeto profissional.
Diretor da TAP que recebeu prémio de 110 mil euros sai
EPA
Maria João Babo 10 de julho de 2019 às 20:56
O "chief revenue office" (CRO) da TAP, Elton d’Souza - um dos dois trabalhadores da companhia aérea que recebeu em maio um prémio de 110 mil euros - vai deixar a empresa no final deste mês.

A comissão executiva da TAP, liderada por Antonoaldo Neves (na foto), informou esta quarta-feira os trabalhadores que o atual CRO deixará a companhia a 31 de julho "para abraçar outro projeto profissional".

Numa circular em que agradece a Elton D’Souza o "seu contributo ao serviço da companhia, bem como o apoio que dará nesta fase de transição", a comissão executiva adianta na circular assinada pelos seus três elementos que "já teve início um processo de recrutamento e seleção para identificar o novo CRO".

Com a saída, os gestores dizem ainda aos trabalhadores da companhia que "a partir de 31 de julho as áreas sob a sua gestão direta passam a reportar interinamente a outras estruturas da TAP", garantindo que estarão "totalmente asseguradas as rotinas quotidianas e a continuidade do negócio".

Elton d’Souza foi um dos dois quadros superiores da transportadora, juntamente com Abílio Martins, que recebeu o valor mais elevado de prémio, de 110 mil euros.

No total, a TAP pagou em maio último prémios de 1,171 milhões de euros a 180 pessoas, os quais foram pagos com o salário de maio, apesar de em 2018 a companhia ter apresentado prejuízos de 118 milhões de euros.

O pagamento destes prémios gerou polémica, pelo facto de a decisão ter sido tomada pela comissão executiva, tendo o Governo acusado este órgão de quebra de confiança.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI