Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Há 72 alemães e 51 espanhóis entre as vítimas do A320. Ao todo, 15 nacionalidades

A maioria das vítimas do desastre aéreo ocorrido ontem no sul dos Alpes Franceses é de origem espanhola e alemã. Mas a bordo seguiam passageiros de, pelo menos, 15 nacionalidades, desde o Cazaquistão aos Estados Unidos.

A carregar o vídeo ...
Casing of Germanwings Second Black Box Found
Rita Faria afaria@negocios.pt 25 de Março de 2015 às 19:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Ao longo da tarde desta quarta-feira, 25 de Março, foram sendo identificadas várias das vítimas do desastre aéreo ocorrido na manhã de ontem nos Alpes Franceses, onde um avião A320, da companhia low cost Germanwings se despenhou por razões ainda desconhecidas.

 

Depois de ter avançado que estariam 49 espanhóis a bordo da aeronave, o Governo do país vizinho já reviu o número para 51. O próprio secretário de Estado da Segurança, Francisco Martínez, havia declarado ao final da manhã que a primeira estimativa era "provisória", ainda que certamente próxima do número final. Entre as vítimas estão vários empresários locais da Catalunha, entre eles quatro membros da mesma família.

 

A Germanwings, por seu turno, confirmou que pelo menos 72 alemães estavam a bordo, incluindo dois bebés, e 16 alunos adolescentes com duas professoras do Joseph Koenig Gymnasium, uma escola da cidade de Haltern, a norte de Düsseldorf. O grupo de estudantes e as duas professoras regressavam de uma viagem de intercâmbio em Llinars del Valles, perto de Barcelona.

 

Entre as vítimas contam-se também dois cantores líricos, Oleg Bryjak, de origem cazaque-alemã, e Maria Radner, que regressavam de uma actuação no Gran Teatre del Liceu, em Barcelona, onde participaram na ópera "Siegfried", de Richard Wagner.

 

De origem britânica há três vítimas confirmadas pelas autoridades: Martyn Matthews, Paul Bramley e o filho de sete meses - que tem nacionalidade britânica - da espanhola Marina Bandres Lopez-Belio que também ia no avião.  

 

Entre as vítimas do acidente aéreo estão também três cidadãos dos Estados Unidos, um número já confirmado pelo Departamento de Estado norte-americano. Entre elas estão Yvonne Selke e a sua filha Emily Selke.

 

Entre outros nomes já confirmados estão os jornalistas desportivos do Irão, Milad Hojjatoleslami e Hossein Javadi, e Carol Friday e o seu filho Greig, da Austrália, já confirmados pelo primeiro-ministro Tony Abbott.  

 

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão já informou também que estavam dois japoneses a bordo do avião: Satoshi Nagata e Junichi Sato, ambos residentes em Düsseldorf.  

 

Do Cazaquistão há três nomes confirmados: Erbol e Adil Imankulov, e Aizhan Isengaliyeva.

 

Segundo as informações da própria companhia aérea, na lista de passageiros estão também três nomes da Argentina (uma das vítimas residia no Paraguai), dois da Venezuela, um de Israel, um da Bélgica, um da Holanda e um da Dinamarca.

 

Confirmados pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Colômbia estão ainda os nomes de Maria del Pilar Tejada e Luis Eduardo Medrano. 

Ver comentários
Saber mais Alpes A320 França avião acidente desastre aéreo nacionalidades
Mais lidas
Outras Notícias