Aviação JN: Administração da ANAC com aumentos de 150% nos salários

JN: Administração da ANAC com aumentos de 150% nos salários

Os três responsáveis, Luís Miguel Ribeiro, Carlos Seruca Salgado e Lígia Fonseca viram as suas remunerações subirem em Outubro ao ano passado, segundo a edição desta segunda-feira, 1 de Fevereiro, do Jornal de Notícias.
JN: Administração da ANAC com aumentos de 150% nos salários
Negócios 01 de fevereiro de 2016 às 09:10

A Administração da Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) viu os seus salários subirem 150%, uma decisão tomada em Outubro do ano passado, no final do Governo liderado por Passos Coelho.


Segundo o JN desta segunda-feira, o presidente Luís Miguel Ribeiro, o vice-presidente Carlos Seruca Salgado e a vogal Lígia da Fonseca foram beneficiados nas remunerações, tendo os salários subido de 6.030 euros para 16.075 euros, de 5.499 euros para 14.468 e de 5.141 para 12.860 euros respectivamente.


O jornal recorda que as nomeações destes administradores foram polémicas, porque não agradaram à Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (Cresap) que tem como função avaliar a escolha para estes cargos públicos. 

A entrada da nova administração na ANAC deu-se no Verão, sendo que, segundo o JN, a comissão de vencimentos da ANAC fixou as novas remunerações com efeitos retroactivos a Julho, o que vai contra o estabelecido pela lei-quadro das entidades reguladoras. 


A informação sobre os vencimentos só terá sido publicada no site do regulador da aviação neste domingo. O aumento foi decidido pela Comissão de Vencimentos da ANAC, constituída por três elementos que foram escolhidos para as funções por Maria Luís Albuquerque e por Pires de Lima.


A ANAC tem nas mãos a viabilidade do processo de privatização da TAP e veio substituir o antigo INAC, com reforço de poderes




pub

Marketing Automation certified by E-GOI