Aviação Lufthansa aumenta lucros para quase 1,7 mil milhões

Lufthansa aumenta lucros para quase 1,7 mil milhões

A companhia aérea multiplicou por 30 os resultados líquidos obtidos em 2014. A queda do preço dos combustíveis foi um factor chave para a melhoria das contas no ano passado.
Lufthansa aumenta lucros para quase 1,7 mil milhões
Bloomberg
Negócios 17 de março de 2016 às 16:43

A companhia aérea alemã Lufthansa registou em 2015 lucros de 1.698 milhões de euros, o que significa um aumento de quase 3.000% face a 2014,quando apresentou resultados líquidos de 55 milhões.

As receitas de Lufthansa no ano passado totalizaram 32,1 mil milhões de euros, o que significa uma subida de 6,8% face a 2014, sendo que 25 mil milhões correspondem ao volume de negócios do tráfego de passageiros do grupo aéreo, que cresceu 3,8%.

O EBITDA ajustado cresceu 55% para 1,8 mil milhões de euros, anunciou a empresa alemã.

A queda do preço do petróleo foi um factor chave para os resultados obtidos em 2015, ano em que o grupo conseguiu cortar 14,3% dos seus custos com combustível para 5.784 milhões de euros.

Também a duplicação do resultado do transporte de passageiros contribuiu para a melhoria das contas do grupo. Com excepção da Lufthansa Cargo, todos os segmentos de negócio "contribuíram para a significiativa melhoria dos ganhos", explica a companhia no comunicado divulgado esta quinta-feira.

 

Segundo indicou, os resultados operacionais das companhias de transporte de passageiros do grupo aumentaram em 143% para os 970 milhões de euros.  

A Lufthansa anunciou também que voltará a pagar um dividendo aos seus accionistas de 0,50 euros por açcão para 2015, depois de não o ter feito em 2014.

Em 2014, os resultados do grupo alemão, que opera as companhias Eurowings, Lufthansa, Swiss, Austrian Airlines e a Lufthansa Cargo, foram penalizados por diversas greves.

 
No comunicado divulgado esta quinta-feira, Carsten Spohr, chairman e CEO da Lufthansa, sublinhou que 2015 se tratou de um ano "difícil do ponto de vista emocional" para a companhia devido à tragédia com o avião da Germanwings, que se despenhou nos Alpes em Março do ano passado. A empresa foi ainda confrontada com várias greves no ano passado.


Para 2016, o objectivo do grupo é "melhorar a rentabilidade das linhas aéreas e modernizar ainda mais as suas frotas", disse ainda o responsável.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI