Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Piloto mentor da greve de Maio demite-se da TAP

O comandante Paulo Lino Rodrigues, alvo de um inquérito que visava o seu despedimento por justa causa, rescindiu o seu contrato com a TAP.

Miguel Baltazar/Negócios
Celso Filipe cfilipe@negocios.pt 17 de Setembro de 2015 às 17:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 55
  • ...

O comandante da TAP, Paulo Lino Rodrigues, considerado o estratego da greve de pilotos realizada entre 1 e 10 de Maio deste ano, demitiu-se da companhia. A sua rescisão foi acordada no passado dia 10 de Setembro, soube o Negócios.

Em resultado deste desfecho, a TAP arquivou o processo disciplinar que lhe havia instaurado e se encontrava em fase de conclusão. Paulo Lino Rodrigues já terá sido contratado por uma companhia aérea do Extremo Oriente.


Tal como o Negócios noticiou a 13 de Junho deste ano, A TAP abriu nesse mês um inquérito ao comandante Paulo Lino Rodrigues destinado a avaliar se a sua actividade extra-profissional em funções remuneradas, enquanto assessor do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) era eticamente aceitável, ou não, e se essa prestação de serviços havia colocado em causa a segurança operacional da TAP nos voos que efectuou. O inquérito destinava-se precisamente a determinar se existia matéria para o despedimento por justa causa de Paulo Lino Rodrigues. Inquérito que foi arquivado.

 

Paulo Lino Rodrigues foi assessor da direcção do SPAC que promoveu a greve dos pilotos da companhia entre 1 e 10 de Maio. Esta paralisação provocou um prejuízo de 10 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais Paulo Lino Rodrigues TAP greve inquérito despedimento
Mais lidas
Outras Notícias