Aviação Pires de Lima: “Este Governo já assistiu a 950 pré-avisos de greve das empresas dos transportes”

Pires de Lima: “Este Governo já assistiu a 950 pré-avisos de greve das empresas dos transportes”

O ministro da Economia, António Pires de Lima, reiterou que o Governo sempre respeitou o direito à greve e que assistiu a muitas paralisações durante o período da legislatura.
Pires de Lima: “Este Governo já assistiu a 950 pré-avisos de greve das empresas dos transportes”
Ana Torres Pereira 18 de dezembro de 2014 às 15:30

"Esta é uma situação excepcional exige uma tomada de decisão excepcional", disse António Pires de Lima, ministro da Economia, na conferência de imprensa a seguir ao Conselho de Ministros, justificando a requisição civil para travar a greve da TAP.

 

Quanto à acusação de ilegalidade da requisição civil, António Pires de Lima recordou que este Governo, durante a actual legislatura "já assistiu a 950 pré-avisos de greve das empresas de transportes, 132 dias de greve totais, 550 dias de greve parcial".

 

"Só em 2014 existiram 171 pré-avisos de greve", acrescentou dizendo e "nunca decretou uma requisição civil, se há um Governo que tem respeitado o dever a greve tem sido este Governo"

 

O governante explicou a requisição civil, para travar os quatro dias de greves avançados pelos trabalhadores da TAP, como uma forma de proteger a "nossa imensa diáspora, os emigrantes que não têm alternativa de deslocação que não seja os serviços de transporte aéreo".

 

Nos dias 27, 28, 29 e 30 de Dezembro, a TAP tem agendados um total de 1.141 voos. "Estamos a falar 114 voos para as Regiões Autónomas, 80 para Paris, 78 para Londres, 72 para a Suíça, 10 para Luanda, 10 para Nova Iorque e 12 Luxemburgo", detalhou o ministro da Economia.

 

 

 

 




Notícias Relacionadas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI