Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quebra de passageiros nos aeroportos abrandam em agosto mas ainda são superiores a 50%

O aeroporto de Lisboa movimentou 52,5% do total de passageiros (7,0 milhões) e registou um decréscimo de 66,3%.

Os turistas vindos de mercados de longa distância eram, antes da pandemia, aqueles que mais estavam a crescer.      Agora, apresentam as maiores quedas.
Mariline Alves
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 16 de Outubro de 2020 às 11:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Em agosto de 2020, nos aeroportos nacionais registou-se o movimento de 2,2 milhões de passageiros, representando um decréscimo de 65,9%, abaixo dos -79,5% referentes a julho, indica o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O aeroporto de Lisboa movimentou 52,5% do total de passageiros (7,0 milhões) e registou um decréscimo de 66,3%. Considerando os três aeroportos com maior tráfego de passageiros, o aeroporto do Faro foi o que evidenciou maior decréscimo do número de passageiros movimentados entre janeiro e agosto de 2020 (-77,1%).

No que toca ao número de passageiros desembarcados nos aeroportos nacionais em voos provenientes do Reino Unido, registou-se um decréscimo de 69,1% (-85,5% em julho). Quanto a esta segmento, consegue contabilizar-se o impacto da inclusão de Portugal na lista de países seguros para viajar, feita a 20 de agosto, que contribuiu para uma menor redução do número de passageiros desembarcados entre os dias 21 e 31 de agosto (-47,2%), quando comparada com a registada entre 1 e 20 de agosto (-79,7%).

Entre janeiro e agosto de 2020, considerando o volume de passageiros desembarcados e embarcados em voos internacionais, França foi o principal país de origem e de destino dos voos. O Reino Unido foi o segundo principal país de origem e de destino e evidenciou a maior redução do número de passageiros desembarcados e embarcados face ao período homólogo (-74,0% e -74,1%, respetivamente), apesar da recuperação verificada no mês de agosto.

Os aviões comerciais a aterrar nos aeroportos nacionais em agosto cifraram-se nos 12,4 mil, o que representa uma variação homóloga de -46,4% (-62,0% em julho e -86,6% em junho). As reduções diárias no número de aeronaves aterradas foram superiores a 35%.

O movimento de carga e correio totalizou 10,4 mil toneladas, correspondendo a uma diminuição de 38,9% (-47,8% em julho).

Ver comentários
Saber mais Reino Unido economia negócios e finanças transportes aviação
Mais lidas
Outras Notícias